Terça, 16 de Janeiro de 2018

Antigo homem da Groelândia tinha tendência à calvíce, mostra estudo

11 FEV 2010Por 18h:40
     

                Os pesquisadores Eske Willerslev e Morten Rasmussen, da Universidade de Copenhague, lideraram um grupo de cientistas que reconstruiram ? a partir de cabelos ? 80% do genoma de um homem batizado de Inuk, que viveu na Groenlândia há 4 mil anos e pertenceu à primeira civilização a ocupar o Ártico. Os fios de cabelo foram encontrados em uma escavação na década de 1980 e estavam guardados em um museu na Dinamarca. Inuk tendia à calvície, tinha olhos castanhos, pele escura e tipo sanguíneo A positivo.

                Com informações do site G1

Leia Também