terça, 17 de julho de 2018

DIRETORIA

Antes de encontro, Scolari pede paz no Palmeiras

21 JAN 2011Por 09h:16

Apesar de ter assistido de perto a primeira vitória desde que assumiu o comando palmeirense, o vice-presidente Roberto Frizzo, que esteve em Piracicaba, e o presidente Arnaldo Tirone, ausência nos 4 a 1 sobre o Ituano, ainda não se encontraram com o elenco alviverde. As apresentações de mandatário e nova diretoria aos atletas e comissão técnica estão marcadas para a tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol.

Embora ainda não tenha conversado com os novos comandantes, o técnico Luiz Felipe Scolari já fez um pedido aos envolvidos no pleito da última quarta-feira. O treinador do alviverde afirmou, depois da partida pelo Campeonato Paulista, que o clube precisa de paz e união.

- Eu só quero que a diretoria, aqueles que não foram eleitos e quem não faz parte se una a nós. A direção que entrou é Palmeiras, quem saiu é Palmeiras. Todos são bem-vindos. Nós precisamos de paz, união e vontade de trabalhar pelo clube, não importa a ala. Esse é o espírito que quero ver. Aí, seremos bem maiores - afirmou o treinador à Rádio Bandeirantes.

Felipão também procurou não polemizar o discurso da nova diretoria, que pediu paciência aos torcedores sobre a possibilidade de novos contratados. Até agora o clube adquiriu o zagueiro Thiago Heleno, o lateral-direito Cicinho, o volante João Vitor e os atacantes Adriano Michael Jackson e Max Pardalzinho.

- Os reforços estão chegando. Ainda temos dois que a diretoria que saiu negociou. E a diretoria que está entrando é sabedora. São detalhes para mais dois chegarem. Isso não vai onerar o clube na folha de pagamento. Tiremos alguns com bons salários e trouxemos outros com 30% do salário.

Com o resultado, o Palmeiras empata na quinta posição com o Corinthians, com quatro pontos. No domingo, o time verde volta a jogar contra o Oeste, em Itápolis, pela terceira rodada do Paulistão.

Leia Também