Sexta, 22 de Junho de 2018

Antecipação de campanha presidencial pode acabar em cassação

9 MAI 2010Por 09h:05
     

A guerra judicial que vem empilhando representações na mesa do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra a pré-campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT) e de José Serra (PSDB) pode acabar com um pedido de cassação do registro dessas candidaturas. Esse processo, no entanto, vai depender mais de uma decisão política do que jurídica.

O perigo de que a batalha na Justiça termine com a tentativa de barrar a candidatura de alguém é alimentado pelo ritmo da pré-campanha, que vem se confundindo cada vez mais com campanha, o que é proibido que aconteça antes do dia 5 de julho, quando as candidaturas serão registradas no TSE.

As informações são do R7

Leia Também