Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

ATRASO NA OPERAÇÃO

Aneel nega pedido de suspensão de contratos de usinas

2 MAR 2011Por AGÊNCIA BRASIL03h:01

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou ontem (1ª) o pedido da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para a suspensão de contratos de seis usinas termelétricas que não entraram em operação na data prevista, em janeiro deste ano.

O leilão das usinas foi realizado em setembro de 2008 e o vencedor foi o consórcio MC2, controlado pela empresa Bertin. As usinas termelétricas Catu, Senhor do Bonfim, Dias D'ávila 1, Dias D'ávila 2, Camaçari I e Feira de Santana, todas na Bahia, terão mais de mil megawatts (MW) de potência instalada.

Na mesma sessão, a Aneel adiou a decisão sobre o pedido de prorrogação para que as usinas entrassem em funcionamento. Segundo os responsáveis pelos empreendimentos, o início do suprimento atrasou por causa da demora de mais de sete meses na publicação dos atos de outorga pelo governo federal, o que teria reflexos no cronograma de implantação dos empreendimentos.

Leia Também