Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SUSPEITA DE FRAUDE

Aneel aprova intervenção na Enersul

1 SET 12 - 00h:00OSVALDO JÚNIOR

 A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu ontem, de forma unânime, pela intervenção por 12 meses no grupo Rede, que administra a Enersul, por suspeita de gestão fraudulenta. Os bens dos diretores e do conselho administrativo da empresa ficam indisponíveis até a conclusão do processo. Além da Enersul (que possui 840 mil consumidores), outras sete distribuidoras controladas pelo Grupo Rede também estão sob intervenção.

No caso de Mato Grosso do Sul, o pedido de intervenção foi encaminhado pelo deputado estadual Marquinhos Trad à Aneel há cerca de 45 dias. Conforme o parlamentar, o Grupo Rede estaria “desviando o lucro” da distribuição da energia elétrica no Estado. Ele afirma que a empresa deixa de repassar parte do valor dos impostos recohidos da conta dos consumidores. “O que é cobrado na tarifa de luz seria suficiente para o pagamento de salários, dos fornecedores, dos acionistas e dos tributos”, afirma o parlamentar.

O faturamento anual do Grupo Rede relativo apenas à Enersul é de R$ 1,5 bilhões. E só de dívida tributária da empresa soma R$ 9,8 milhões, informa Trad. De acordo com ele, não há razão para o não pagamento de impostos, pois os mesmos são recolhidos da fatura paga pelo usuário de energia elétrica. No Estado, 33% do valor da conta de luz correspondem a impostos.

Leia mais no jornal Correio do Estado
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Justiça Federal pede regularização de perícias em dois municípios de MS
INSS

Justiça Federal pede regularização de perícias em dois municípios de MS

Com nomes conhecidos, série inspirada em HQs é estreia da semana
DEADLY CLASS

Série inspirada em HQs
é estreia da semana

Instabilidade na gestão federal deve atrasar obra, diz prefeito
IMPASSE BANDEIRANTES

Instabilidade na gestão federal deve atrasar obra, diz prefeito

BRASIL

CNI/Ibope aponta que 35% avaliam governo Bolsonaro como ótimo ou bom

Mais Lidas