INVESTIGAÇÃO

Andressa pode fazer acareação com juiz

Andressa pode fazer acareação com juiz
31/07/2012 08:05 - G1


A Polícia Federal (PF) poderá fazer nos próximos dias uma acareação entre a mulher de Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, Andressa Mendonça, e o juiz federal Alderico Rocha Santos. Na segunda-feira (30), ela foi levada pelos policiais à sede da Polícia Federal, em Goiânia, para dar explicações sobre a suposta tentativa de chantagear o juiz que cuida do processo contra Carlinhos Cachoeira.

Andressa Mendonça passou três horas na PF, mas não quis falar nada. O encontro entre Andressa e o juiz Alderico Rocha aconteceu na quinta-feira (26) da semana passada. No dia seguinte à audiência que ouviu Cachoeira e os outros réus. Ela teria dito ao juiz que teria um dossiê contra ele e que poderia evitar sua divulgação, se o contraventor fosse solto.

“Esse levantamento social seria exposto à imprensa, caso o magistrado não revogasse a prisão do senhor Carlos Augusto de Almeida Ramos ou não antecipasse o julgamento para absolvê-lo. O juiz federal disse que não tinha nada a temer e que ela poderia fazer aquilo que bem desejasse”, contou procurador da República Daniel Rezende Salgado.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".