Segunda, 18 de Junho de 2018

André se afasta do PDT e Orcírio seduz o partido

10 MAR 2009Por 23h:30
     

MARIA MATHEUS

 

Enquanto o governador André Puccinelli (PMDB) parece afastar-se cada vez mais do PDT, José Orcírio (PT) mima o partido desenhando "chapa imbatível", em que uma das vagas para o Senado fica, desde já, destinada ao deputado Dagoberto Nogueira (PDT). Reiteradas vezes Orcírio afirmou que a chapa ideal para vencer o atual governador em 2010 seria composta por ele, como candidato ao Governo, e pelo senador Delcídio do Amaral (PT), ao lado de Dagoberto, como candidatos às duas vagas que cabem a Mato Grosso do Sul no Senado Federal.

 

"Me sinto honrado do ex-governador ter lembrado do meu nome. É importante pra mim, uma demonstração de carinho. Eu estou analisando e meu partido também", afirmou o deputado, acrescentando que a decisão ficará para o ano que vem, e que, por enquanto, seu projeto é trabalhar pela reeleição como deputado federal. "O Zeca (José Orcírio) foi um excelente companheiro nosso, ajudou o partido a crescer, são coisas que vamos levar em conta".

 

O presidente regional do PDT, deputado estadual Ary Rigo, também disse que ainda é cedo para planejar alianças para as eleições 2010. "A chapa que o ex-governador tem comentado até pode ser uma chapa boa, mas isso é assunto para o início do ano que vem", declarou.

Leia Também