terça, 17 de julho de 2018

ELEIÇÕES 2010

André privilegiou tucanos com maiores doações de campanha

10 NOV 2010Por Fernanda Brigatti03h:30

Além do fiel escudeiro Edson Girotto (PR), as maiores doações do governador André Puccinelli nas eleições deste ano foram para candidatos tucanos. Reinaldo Azambuja, na disputa federal, Dione Hashioka e Onevan de Matos, a estadual, foram os maiores beneficiados com recursos repassados pelo então candidato à reeleição.

O somatório de doações feitas à deputada estadual Dione Hashioka, reeleita, é maior que o montante recebido por Azambuja, que ficou com uma vaga na Câmara dos Deputados. Puccinelli abasteceu o cofre da campanha de Dione com R$ 332,3 mil.

Azambuja, presidente do Diretório do PSDB em Mato Grosso do Sul, recebeu R$ 312,3 mil. Eleito deputado federal, o líder tucano teve a campanha mais cara entre os vencedores na disputa pela Câmara dos Deputados, e gastou R$ 3,072 milhões.

Com a segunda campanha mais cara, R$ 3,029 milhões, o secretário estadual de Obras Públicas e Transportes, Edson Giroto, deputado federal a partir de 2011, recebeu R$ 1,024 milhão do governador.

A terceira maior doação também ficou com um tucano. Onevan de Matos, ex-prefeito de Naviraí e deputado estadual reeleito, recebeu R$ 272,3 mil.

Os dois peemedebistas eleitos que receberam doações acima de R$ 100 mil do governador foram Geraldo Resende e Marçal Filho. Ambos representam a região de Dourados e cumprem mandato atualmente. Geraldo, ex-PPS, recebeu R$ 203,3 mil e Marçal teve R$ 162,3 mil.

Os outros eleitos pela coligação que apoiou a reeleição de André Puccinelli receberam R$ 62,3 mil cada um, sendo eles Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Fábio Trad (PMDB).

O outro Trad da disputa, Marquinhos, do PMDB, foi o candidato a deputado estadual menos beneficiado por doações feitas pelo governador. Ele recebeu, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas R$ 2,3 mil.

Zé Teixeira (DEM), Lauro Davi (PSB), Paulo Correa (PR), Mara Caseira (PTdoB) e Jerson Domingos (PMDB) receberam menos de R$ 50 mil. O atual presidente da Assembleia teve R$ 33,1 mil em doações do governador. O valor ainda é maior que o doado a Correa, que recebeu R$ 22,1 mil. O novato Lauro Davi ficou com R$ 32,1 mil e Mara, ex-prefeita de Eldorado, com R$ 32,3 mil.

Antonio Carlos Arroyo (PR), Londres Machado (PR), Maurício Picarelli (PMDB), Diogo Tita (PPS) e Eduardo Rocha (PMDB) receberam R$ R$ 82,3 mil. O secretário estadual de Habitação, Carlos Marun (PMDB), teve R$ 82,1 mil, Márcio Fernandes (PTdoB) e Márcio Monteiro (PSDB), R$ 72,3 mil, cada um, e Mochi Junior R$ 92,3 mil.

Por outro lado, os R$ 112,3 mil recebidos por Akira Otsubo (PMDB) e por Esacheu Nascimento (PMDB) na campanha deste ano não garantiram sucesso na disputa por vaga à Câmara dos Deputados.

Leia Também