terça, 17 de julho de 2018

André fica angustiado na apuração

4 OUT 2010Por bruno grubertt e milena crestani00h:00



A apuração dos votos para as vagas do Senado deixou o governador André Puccinelli (PMDB) angustiado. Ele esperava pela sua vitória, mas não ficou sossegado enquanto a eleição de Waldemir Moka, também do PMDB, não foi confirmada na contagem dos votos. “Eu estava incomodado e queria que as perspectivas pudessem ser também dos nossos deputados federais, dos nossos deputados estaduais e, pelo menos, fazermos um senador. Já sabíamos que nós venceríamos as eleições, mas eu queria ter a certeza de que faríamos pelo menos um senador da nossa chapa”, disse o governador, que só apareceu para dar declarações depois que a eleição do senador de sua coligação foi confirmada.
Moka teve 544.933 votos (23 %) e foi o segundo senador eleito do Estado, atrás de Delcídio do Amaral (PT), que obteve  826.848 votos (34,90%). O deputado federal disse que “é uma vitória coletiva, que se deve ao André, aos deputados federais e estaduais”.
O candidato Murilo Zauith (DEM), vice governador do Estado, que obteve 21,62% dos votos e chegou a ficar na frente de Moka nas primeiras parciais, mas acabou perdendo, não atendeu às ligações.
Já o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), que disputou uma vaga ao Senado, ficou decepcionado com seu resultado nas urnas. Ele, que começou bem nas pesquisas eleitorais, ficou em quarto lugar entre os candidatos e teve 20,4% dos votos.

Leia Também