Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

André evita comentar críticas de Delcídio

2 MAR 2009Por 22h:40
     

LIDIANE KOBER E LÍVIA FERREIRA

 

O governador André Puccinelli (PMDB) evitou comentar as críticas do senador Delcídio do Amaral (PT) de que preferiu "ficar em cima do muro" na disputa pela sucessão presidencial, na qual a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, é cotada como pré-candidata do PT. Ele apenas disse que o jornal Correio do Estado mente. As declarações foram feitas hoje pela manhã, logo após a entrega de uniformes na Escola Estadual Clarinda Mendes de Aquino, no bairro Jardim Petrópolis, em Campo Grande.

Para o senador, o natural seria André trabalhar pelo nome da ministra para a sucessão do presidente Luis Inácio Lula da Silva por "tudo que ela fez e vem fazendo por Mato Grosso do Sul". Delcídio estranhou a atitude do governador de se alinhar aos partidos de oposição, que combatem a pré-candidatura de Dilma, em vez de sair em defesa da ministra. Ele destacou que, enquanto André sinaliza ficar ao lado dos adversários do Planalto, a União vem despejando volume recorde de recursos para investimentos no Estado.

Ao ser questionado sobre as críticas, o governador optou por atacar o Correio do Estado. "É mentira! O Correio do Estado mente!", disse, em relação às declarações do senador. A reportagem insistiu no assunto, mas André voltou a acusar o veículo de comunicação. "É mentira do Correio do Estado", repetiu.

        A relação de André com o Governo federal se estremeceu após ele declarar que vai definir com quem fica na disputa pela sucessão presidencial somente em junho de 2010, depois que leiloar o seu apoio.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também