Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Caixa de Campanha

André diz que está todo mundo duro para doar

6 SET 2012Por Juliene Katayama10h:39

O governador André Puccinelli (PMDB) atribui a falta de recursos para campanha eleitoral à condição financeira de empresas e pessoas. “Ninguém quer colaborar porque está todo mundo duro”, declarou, ontem, durante as comemorações de 113 anos da Polícia. A dificuldade dos candidatos em arrecadar recursos para a campanha eleitoral, este ano, ficou evidente na primeira prestação de contas. Apenas o deputado federal Edson Giroto (PMDB) conseguiu fechar as contas no “azul”, sem colocar a mão no bolso.

Apenas outros dois candidatos ficaram no superávit, no primeiro mês de campanha, o deputado estadual Alcides Bernal (PP) e o vereador Marcelo Bluma (PV). O progressista gastou menos do que angariou, porém dos R$ 90,3 mil arrecadados, R$ 85,3 mil foi recurso próprio. Bluma também colocou a mão no bolso para não ficar devendo e doou para si mesmo R$ 16 mil, mas já gastou R$ 5 mil.

Já os deputados federais Reinaldo Azambuja (PSDB) e Vander Loubet (PT) não pagaram todas as despesas. O tucano gastou R$ 378.423,23 e pagou R$ 246.524, embora tenha arrecadado R$ 323.900. A situação do petista é ainda pior, não arrecadou nem R$ 12.490 para cobrir as primeiras despesas.

Os demais candidatos, Suél Ferranti (PSTU) e Sidney Melo (PSOL) não arrecadaram nada, mas também não fizeram nenhuma conta.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também