Terça, 20 de Fevereiro de 2018

ELEIÇÕES FORA DE ÉPOCA

André defende coalizão para "tirar Dourados do brejo"

9 DEZ 2010Por Lidiane Kober03h:05

Em encontro com o pré-candidato a prefeito de Dourados, Murilo Zauith (DEM), o governador André Puccinelli (PMDB) defendeu candidatura única nas eleições fora de época. Para ele, os partidos deveriam se unir em um governo de coalizão para “tirar Dourados do brejo”. No entanto, Puccinelli ponderou que não tem como impedir seu partido de lançar candidato, mas garantiu a Murilo que não irá interferir na disputa eleitoral.   

“Ele (André) disse que não vai a Dourados fazer campanha”, contou o deputado estadual Zé Teixeira (DEM), que participou do encontro no final da tarde de terça-feira (7) na governadoria.
A isenção do governador aconteceria na hipótese de se confirmar a pretensão de o PMDB entrar na briga pelo comando da prefeitura, provocando o enfrentamento de partidos de sua base aliada. No início desta semana, o Diretório Regional do PMDB homologou a decisão da cúpula local de lançar candidato e escolhê-lo por meio de pesquisa qualitativa e quantitativa.

“O governador foi muito receptivo com a pré-candidatura do Murilo”, revelou Zé Teixeira. “O André defendeu aparar as arestas políticas com um mandato de coalizão, aglutinando as forças para tirar Dourados do brejo”, completou o parlamentar. Para ele, a união da classe política ajudaria a mudar a imagem do município, que apareceu em “páginas de jornais nacionais e internacionais com manchetes” de escândalos de desvio de dinheiro público.

Candidatura única
Ainda segundo o deputado do DEM, Puccinelli considera Murilo o nome mais indicado para concorrer à prefeitura. “Para ele, no momento, o melhor caminho seria uma candidatura única”, contou.  

Zé Teixeira, no entanto, revelou que o governador confidenciou a ele e a Murilo “não poder impedir seu partido de lançar candidato”. “Mas ele nos prometeu que não irá interferir na disputa”, reforçou.

Pelo PMDB, estão de olho na prefeitura o deputado federal Geraldo Resende, a prefeita interina Délia Razuk e o presidente do diretório municipal da sigla, Laudir Munaretto. “Estou conversando muito com o Geraldo e aposto na compreensão do PMDB”, comentou Zé Teixeira. O plano do DEM é tirar os aliados da disputa, cedendo a vaga de vice na chapa de Murilo ao PMDB ou ao PSDB. “Conto com a grandeza deles”, acrescentou.

De acordo com as últimas pesquisas de opinião pública, Murilo é favorito para vencer a eleição fora de época. Por isso, até tradicionais adversários, como os petistas, cogitam deixar de lado a rivalidade para se unir ao DEM, contudo a prioridade do partido é aliar-se aos parceiros de longa data, como o PMDB e o PSDB.

Mais apoio
Para ampliar sua força política, ontem Murilo foi à Assembleia Legislativa buscar o apoio dos parlamentares à sua pré-candidatura à Prefeitura de Dourados. Ele passou pelos 24 gabinetes e, segundo o deputado Zé Teixeira “foi muito bem recebido”.

Leia Também