Quinta, 18 de Janeiro de 2018

André aceita alianla com PT se o partido não lançar candidato ao Governo

9 MAR 2009Por 20h:16
     

Clodoaldo Silva, de Brasília
        Lidiane Kober, da redação

 

O governador André Puccinelli (PMDB) disse que aceita parceria PMDB-PT em Mato Grosso do Sul nas eleições de 2010, desde que lhe garantam a disputa pela reeleição. A afirmação foi feita logo após encontro com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). Segundo Puccinelli, a ministra quer que os partidos deixem para trás a rivalidade e caminhem juntos. Ele revelou-se a favor da aliança e jogou a responsabilidade nas costas do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) ao declarar que o grupo político do petista é contra a parceria.

 

O encontro entre Dilma e Puccinneli durou cerca de 20 minutos e antecedeu outra reunião que teve a participação dos governadores de Mato Grosso, Blairo Maggi, e do Distrito Federal, José Roberto Arruda, para discutir a construção de casas populares nas três unidades da federação.

 

No encontro a sós com Dilma, Puccinelli apresentou uma pauta de oito reivindicações de obras e investimentos (veja mais na página 7A) e também conversou sobre o futuro político entre PMDB e PT no Estado. "Fiz um retrato para a ministra: disse que não há obce da minha parte e do PMDB. Quem faz ?luxinho? é o ex-governador do Estado (José Orcírio dos Santos)", declarou.

Leia Também