Anatel suspende vendas de chips da Claro, Oi e TIM

Anatel suspende vendas de chips da Claro, Oi e TIM
19/07/2012 02:00 - techtudo


A Anatel anunciou na tarde desta quarta-feira (18) que a Claro, a Oi e a TIM estão proibidas de vender novos chips e planos de voz e internet móvel a partir da semana que vem. A medida "extrema" adotada pela agência visa melhorar o serviço de telecomunicações prestado pelas empresas. Em cada estado e no Distrito Federal, a operadora com pior índice de qualidade fica proibida de comercializar as linhas.

odas as operadoras devem apresentar à agência um plano para melhoria da prestação de serviço móvel no prazo máximo de 30 dias. A Anatel solicita medidas para garantir a qualidade do serviço prestado pelas companhias, em especial no que se refere a completar a chamada com sucesso e interrupção durante as ligações.

A TIM está proibida de vender chips em 18 estados e no Distrito Federal, a Oi em 5 e a Claro em 3 estados. Veja abaixo a lista fornecida pela Anatel com a unidade da federação (UF) e a respectiva operadora que não poderá comercializar os SIM Cards.

· Claro: Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

· Oi: Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul.

· TIM: Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins.

Durante a coletiva de imprensa foi explicado que a Anatel entrará com medidas cautelares em cada um dos estados especificamente contra a operadora que apresenta o pior índice de qualidade, seguindo a lista reproduzida acima. Fica estipulada a multa de R$ 200 mil por dia e por estado para cada operadora que desrespeitar a determinação.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".