Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CELULAR

Anatel pode voltar a proibir venda de chips

7 AGO 12 - 18h:21INFOMONEY

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) pode voltar a proibir a venda de chips para celulares, segundo informações do presidente da Agência, João Rezende.

De acordo com ele, a entidade está empenhada em garantir a melhoria do serviço de telefonia móvel e vai fazer o acompanhamento trimestral das operadoras. "A Anatel vai fazer um pente fino nesses compromissos. Não descartamos novas suspensões das vendas, caso os indicadores não melhorem", disse Rezende, de acordo com a Agência Câmara.

Suspensão
No mês passado, a Anatel impediu a venda e a ativação de novas linhas pela TIM em 19 estados, pela Oi em 5 e pela Claro em 3.

Rezende explicou que a suspensão se baseou em dados checados em cada estado, sendo que as informações indicavam um grande crescimento na interrupção de chamadas. Além do congestionamento da rede, a Anatel também recebe muitas reclamações com relação ao atendimento dos call-centers das operadoras.

No último dia 3, as empresas foram autorizadas novamente a comercializarem chips. Elas serão cobradas a cumprir o plano de investimentos apresentado à Agência para que a proibição da venda de chips fosse suspensa. As operadoras prometeram investir R$ 20 bilhões no próximo triênio. "Desse total elas precisarão antecipar pelo menos R$ 4 bilhões", ressaltou Rezende.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

TORNEIO MUNDIAL

Filipe Toledo conquista bicampeonato no mundial de surfe em Saquarema

Vitória elevou Felipe ao 3º lugar no ranking mundial
Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas
ESTADOS UNIDOS

Trump diz que pode começar "grande deportação" em duas semanas

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial de segunda-feira: "Cada vez mais insustentável"

ARTIGO

Antônio Carlos Siufi Hindo: "A Polícia Militar de Adib Massad"

Mais Lidas