Terça, 19 de Junho de 2018

Analistas garantem que desaceleração mundial derruba inflação no Brasil

31 AGO 2008Por 12h:10
     

Da redação

 Uma velha conhecida andou assustando os brasileiros no primeiro semestre deste ano. Impulsionada pela alta dos alimentos, a inflação registrou suas maiores taxas em cinco anos e levou produtos como arroz e feijão a acumularem altas superiores a 30% desde janeiro. Então, em julho, o dragão começou a amansar.

As taxas de inflação, que vinham numa escalada, passaram a apontar para baixo. O Índice Geral de Preços ? Mercado (IGP-M, a "inflação do aluguel"), que havia chegado a 1,98% em junho - maior taxa desde fevereiro de 2003 ? caiu no mês seguinte. Em agosto, despencou: mostrou deflação pela primeira vez em mais de dois anos, com variação negativa de 0,32%.

A recente escalada de preços veio apoiada no crescimento acelerado dos países emergentes, que levaram os preços internacionais das commodities ? petróleo, produtos agrícolas e metais ? a altas históricas. Seu recuo, agora, está assentado nos mesmos itens. Mas, dizem os especialistas, desta vez os responsáveis são os países desenvolvidos, com os Estados Unidos na liderança.

 

Com informações do G1

 

 

 

Leia Também