Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

Litoral

Análise aponta água imprópria para consumo no Guarujá

16 MAR 2011Por G104h:30

Uma análise de 50 amostras da água que abastece a cidade do Guarujá, no litoral sul de São Paulo, revelou que em 36 pontos do município ela estava imprópria para o consumo entre 15 de dezembro de 2010 e 2 de fevereiro de 2011. As amostras foram examinadas pelo Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, a pedido da prefeitura do município da Baixada Santista.
 

A água foi considerada imprópria para consumo em hoteis, escolas, creches e um hospital, segundo informações da Prefeitura do Guarujá.
 

A água contaminada pode causar diversas doenças. No começo de 2011, o Guarujá registrou um surto de diarreia. Uma tenda chegou a ser montada ao lado de um pronto-socorro para atender a grande quantidade de pacientes. Por dia, os médicos chegavam a atender mais de cem pessoas com sintomas como vômitos e diarreia.


Porém, até o momento, não se sabe o que causou o surto. “Pode ser que [a água imprópria] tenha relação [com o surto de diarreia], mas tem outros critérios que nós estamos analisando que não só o consumo da água. Quando tivermos o inquérito terminado, nós poderemos concluir qual de fato foi a causado surto de diarreia”, afirmou a Chefe da Vigilância Sanitária, Ana Terezinha Plaça.
 

A Sabesp deve ser notificada e pode ser multada pela prefeitura. A empresa responsável pelo abastecimento afirma que, apesar dos testes reprovarem a água do Guarujá, as análises feitas pela própria companhia não apontam problemas. A Sabesp declarou também que os processos de análise, coleta transporte e manuseio são certificados e aprovados pelo Inmetro.
 

Ainda de acordo com a Sabesp, nenhuma das substâncias encontradas nos laudos do Instituto Adolfo Lutz apresenta risco à saúde e condena a água distribuída.


A direitora-presidente da Sabesp, Dilma Pena, já solicitou à Prefeitura de Guarujá novas análises da água.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também