Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

RIO DE JANEIRO

Anac suspende por seis meses operações no aeroporto de Búzios

20 JUL 12 - 21h:00agência brasil

A Agência Nacional de Avião Civil (Anac) determinou a suspensão, por seis meses, das atividades do Aeroporto Umberto Modiano, no município de Búzios, na Região dos Lagos, após constatação de algumas irregularidades. De acordo com a agência, ele funcionava com a portaria de registro vencida. O terminal, classificado no órgão como privado, estava sendo explorado comercialmente, inclusive por empresas de táxi aéreo. O aeroporto, inaugurado em abril de 2003, está fora de operação desde o dia 11 deste mês.

Segundo o relatório da Anac, que fiscalizou o terminal no final de junho passado, as sinalizações da pista estão desgastadas e em péssimo estado de conservação. O documento apontou ainda que as cores das luminárias de algumas luzes da pista de pouso e decolagem não atendem à necessidade do aeroporto. Caso as determinações da Anac não sejam cumpridas, a agência poderá prorrogar o prazo de suspensão.

O secretário de Turismo de Búzios, Cristiano Marques, disse que a prefeitura lamenta a decisão da Anac, que prejudica a economia do município, mas que a segurança das pessoas é mais importante. “Nós lamentamos essa decisão, até porque quem sai perdendo é o turismo da nossa cidade. Claro, se a Anac comprovou que existem irregularidades, nós somos a favor [da suspensão] até mesmo por uma questão de segurança”, disse.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Felpuda

AGRICULTURA E JUSTIÇA

Ministérios assinam acordo para combater abusos no crédito agrícola

Bombeiros confirmam terceira morte em desabamento em Fortaleza
PRÉDIO RUIU

Bombeiros confirmam terceira morte em desabamento em Fortaleza

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Juiz extingue ação contra Alckmin por supostos desvios de R$ 3 bi do Fundeb

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião