CARNAVAL

Ana Hickmann vai de muletas à comemoração da Vai-Vai

Ana Hickmann vai de muletas à comemoração da Vai-Vai
09/03/2011 09:32 - terra


Madrinha da Vai-Vai, Ana Hickmann foi de muletas à rua Lourenço Granato, no bairro paulistano do Bixiga, para comemorar o 14º título da agremiação no Carnaval de São Paulo junto com os outros integrantes na noite de terça-feira. A apresentadora desfilou pela escola na madrugada de sábado, e foi à comemoração mesmo com o joelho machucado por causa dos dois tombos que levou ao se apresentar pela carioca Grande Rio, na madrugada de terça-feira.

Depois de celebrar o título em seu perfil no Twitter, Ana Hickmann lamentou a atitude das pessoas que caçoaram de suas quedas na Sapucaí. "Como são infelizes as pessoas que se divertem com a dor de outra pessoa. Sinto pena", escreveu a apresentadora, e logo em seguida afirmou que mesmo depois do tombo foi até o fim da avenida.

A apresentadora permaneceu na comemoração por cerca de três horas, e depois afirmou em seu perfil na rede de microblogs que jantaria em um restaurante japonês para comemorar. "A dor continua!!", escreveu.

A Vai-Vai venceu o Carnaval 2011 de São Paulo ao conquistar 269,50 pontos na apuração. Para arrebatar seu 14º título, a escola levou para o sambódromo o enredo A música venceu!, que prestou uma homenagem ao maestro João Carlos Martins. Em segundo lugar e terceiro lugares, com o mesmo número de pontos (269,25), ficaram a Acadêmicos do Tucuruvi e a Unidos de Vila Maria. As rebaixadas para o Grupo de Acesso este ano foram Nenê de Vila Matilde e Unidos do Peruche, que já começou a apuração com menos cinco pontos de penalidade por não ter entrado com dois de seus carros na avenida.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".