domingo, 22 de julho de 2018

FIM

Amy Winehouse encerra turnê brasileira com show em SP

16 JAN 2011Por ESTADÃO11h:47

A cantora Amy Winehouse encerrou em São Paulo, na madrugada desde domingo, 16, a série de cinco apresentações no Brasil que marcou o retorno dela à cena musical. Amy subiu ao palco montado no Anhembi para o Summer Soul Festival às 23h39 - com quase quinze minutos de atraso -, e abriu com Just Friends, do disco Back to Black (2006). Antes dela, tocaram Janelle Monáe, Mayer Hawthorne, Instituto e a dupla Miranda Kassin e André Frateschi.

Após agradecer a presença do público com um singelo "thank you", Amy emendou a música que dá nome ao seu último álbum com Tears Dry On Their Own, do mesmo disco. Assim como em Florianópolis, nas duas apresentações no Rio e no Recife, a cantora trouxe uma sequência de covers de músicas lentas como Boulevard of Broken Dreams, de Tony Bennet, pouco conhecidas da maioria do público e que, por isso, deram uma esfriada no show. Mas não ficou devendo nenhum dos hits que todo mundo que estava ali queria ouvir, como Valerie.

Amy usou um vestido do mesmo modelo que o rosa com o qual subiu ao palco de Florianópolis: curto, de alças e com um generoso decote que valoriza os seios turbinados com silicone em 2009. Mas a peça usada aqui era azul e com detalhes em branco.

A cantora fez uma apresentação correta: não esqueceu as letras, não cambaleou tanto a ponto de cair. Um problema técnico fez com que os telões das duas laterais do palco fossem desligados sucessivas vezes - o que prejudicou mais quem estava lá atrás, na pista comum -, mas a pane foi logo resolvida. Pecado mesmo foi uma falha da organização que não pode acontecer em um evento cuja anfitriã é Amy Winehouse. Acabou a cerveja.

O show de São Paulo também contou com um momento solo do backing vocal Zalon, apresentado por Amy como "meu garoto". Depois de tomar fôlego no backstage enquanto o músico cantava, ela voltou para apresentar o hit que a tornou conhecida mundialmente, Rehab, com a ajuda do coro da plateia de 30 mil pessoas, segundo a organização.

Em seguida, pela primeira e única vez na noite, Amy conversou com os fãs. "Como estão se sentindo?", perguntou, antes de apresentar a banda. Ela deixou o palco mais uma vez à 0h42, após cantar You Know I'm No Good. Três minutos depois, voltou para o bis com Love is a Loosing Game e, para terminar o show, Me and Mr. Jones.

Na volta a Londres, Amy Winehouse deverá finalmente terminar o tão esperado terceiro disco, que está sendo produzido desde 2008 e deve sair este ano. O último lançamento, em novembro de 2010, foi uma versão de It's My Party, de Quincy Jones, gravada originalmente por Lesley Gore, em 1963. Havia a expectativa de que ela cantasse a versão nos shows aqui no Brasil, ou apresentasse músicas novas, o que não aconteceu.

 

Leia Também