Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

MÚSICA

Amy bebe apenas água no 1º show no Brasil; fãs criticam e aplaudem

9 JAN 2011Por TERRA10h:51

A britânica Amy Winehouse, 27 anos, subiu ao palco com uma hora de atraso na madrugada deste domingo em Florianópolis. A cantora chegou à capital catarinense poucos instantes antes de sua primeira apresentação no País. No palco, uma imensa bandeira do Brasil servia de cenário.

O show abriu a série de apresentações de Amy no Brasil, que ainda tem quatro datas programadas, nos dias 10 e 11 de janeiro, no Rio de Janeiro, em São Paulo (15) e em Recife (13). A última vez que a cantora saiu em turnê com sua banda oficial foi em 2008, com algumas escassas aparições em festivais e shows fechados desde então.

Uma hora também foi o tempo de duração da performance de Amy Winehouse, que começou com a balada Just Friends. Ainda no início, logo após a quarta música, um momento de tensão: ela deixou o palco por cerca de cinco minutos. A banda continuou tocando até o seu retorno.

Na volta, embalou o público, que vibrou muito com Me and Mr. Jones, canção de Back to Black. O aclamado álbum de 2006 serviu de base para boa parte da apresentação, que contou com os hits Rehab e You Know I'm No Good.

Aplaudindo e cantando junto, os espectadores aprovaram a voz da cantora, que soava impecável. Alguns rostos conhecidos estavam na plateia de todas as idades, como os jogadores Ronaldinho e Raí, o ator Caco Ciocler e a cantora Maria Gadú.

Amy deixou o palco de forma abrupta novamente, mas desta vez, fazia parte do seu show: foi a pausa para o bis, encerrando a noite com o cover Valerie. A cantora não apresentou músicas de seu novo disco, a ser lançado ainda este ano, apesar dos boatos de que incluiria canções inéditas nas apresentações brasileiras.

Conhecida por seus problemas com álcool, o que já levou a abandonar os palcos em algumas ocasiões, durante todo o espetáculo Amy fez questão de mostrar que bebia água. Mas mesmo sem sinais de bebedeiras e cantando suas letras sem problemas, os espectadores reclamaram bastante. As acusações variaram entre o fato de que a cantora estaria usando playback e a de que a duração da apresentação teria sido muito curta.

O turista uruguaio Diego Luis Villa, 41 anos, reclamou do valor do ingresso e do tempo da perfomance: "paguei R$ 350 por um camarote para ouvir 15 músicas em playback", disse. "Não acho que tenha sido um bom investimento".

Após o término, um imenso congestionamento se formou na saída do bairro de Jurerê Internacional, na região norte de Florianópolis. "Pelo jeito vou ficar mais tempo no trânsito do que no show de Amy", disse o fã, Carlos Henrique Rafik, 31 anos. "Estou bastante desapontado".

Desde que chegou ao Brasil, na última quarta-feira (5), Amy passou a maior parte do seu tempo curtindo a piscina do hotel em que estava hospedada, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Foi fotografada descabelada, deixou os seios à mostra acidentalmente e, supostamente, teria bebido demais e quebrado objetos em seu quarto.

Confira o set list do show:
Just Friends
Back to Black
Tears Dry On Their Own
Boulevard of Broken Dreams
Outside Looking In
Lovers Never Say Goodbye
I Heard Love Is Blind
Love Is a Losing Game
Some Unholy War
Everybody Here Wants You
What a Man Going to Do
Rehab
You Know I'm No Good

Bis You're Wondering Now
Valerie

Leia Também