Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Amigos apostam na Mega-Sena há 15 anos para comprar ilha

28 DEZ 13 - 07h:00G1

O joalheiro Expedito Regis, de 78 anos, e o nadador Lorival de Souza, de 68 anos, apostam juntos na Mega-Sena há mais de 15 anos com o desejo de realizar um sonho de infância: comprar uma ilha deserta em qualquer lugar no mundo. Para a Mega-Sena da Virada, os amigos já fizeram as apostas em uma lotérica em Macapá. O sorteio será no dia 31 de dezembro, com prêmio estimado em R$ 200 milhões.

“A cidade é muito agitada e cheia de barulho. Iria voltar a ser criança em um lugar desses”, disse Souza, já pensando na ilha.

“Somo amigos desde criança. Claro que desejamos comprar um monte de coisas se formos os ganhadores. Mas uma ilha deserta teria algo especial. Iriamos morar lá sossegados só curtindo uma rede e água de coco”, reforçou Regis.

Enquanto o prêmio não sai, os amigos apostadores fazem planos de como irão contar para a família sobre o prêmio, caso consigam ganhar. “Eu tenho fé que vou acertar, é sempre uma aventura jogar. Minha esposa iria ficar louca, eu acho", afirmou Regis.

Souza também está confiante. “Se a gente não tentar, não ganha”, completou.

Sorteio
O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será somado ao rateio dos acertadores de cinco números, e assim por diante.

O sorteio da Mega está programado para as 20h25min (horário de Brasília), no estúdio da Rede Globo, em São Paulo. As apostas podem ser realizadas até as 14h do dia 31 de dezembro em todas as lotéricas do Brasil. A aposta simples custa R$ 2.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Bolsonaro tentou encontro com democrata líder da oposição ao governo Trump

BRASIL

O Brasil quebrou, diz Maia ao questionar aposentadoria integral a militar

BRASIL

Retorno a escola em Suzano tem terapia em grupo com pais e filhos

BRASIL

'Podem espernear à vontade', diz ministro sobre críticas a inquérito do STF

Mais Lidas