Terça, 16 de Janeiro de 2018

Amauri faz 2 e Juventus bate o Milan

14 DEZ 2008Por 23h:25
     

        Da redação

        O clássico entre Juventus e Milan foi emocionante neste domingo. No fim, os dois gols do brasileiro Amauri acabaram definindo a vitória por 4 a 2 do time de Turim sobre a equipe milanesa. O triunfo manteve a Juventus na perseguição a Inter de Milão, líder do Campeonato Italiano. Já o Milan vai ficando distante da briga pelo título, e aparece em quarto.
        O placar foi aberto em Turim ainda no início da partida, quando o lateral-esquerdo Jankulovski fez pênalti claro em Del Piero, e o próprio atacante foi para a cobrança, fazendo 1 a 0 para a Juventus, aos 16 minutos. Em jogada brasileira, o Milan conseguiu empatar o jogo. Ronaldinho Gaúcho invadiu a área pela esquerda e fez o passe preciso para Alexandre Pato. Quase na pequena área, o atacante só teve o trabalho de empurrar para as redes.
        No entanto, a alegria do Milan durou pouco. Na seqüência, Chiellini botou novamente a Juventus em vantagem, cabeceando o cruzamento da esquerda. Quando o time milanês ainda tentava buscar o empate, começou a brilhar a estrela do atacante Amauri. Depois da falha de posicionamento de Kaladze, o brasileiro se viu livre na área para fazer 3 a 1 de cabeça, aos 41 minutos.
        O gol esfriou o Milan, que não conseguiu ser melhor nem no segundo tempo. Mesmo assim, o time de Milão ainda marcou o segundo, em um lance de sorte de Ambrosini. O jogador chutou de longe e a bola desviou na zaga, enganando o goleiro da Juventus. Sem Kaká, lesionado, o Milan tinha dificuldades na armação das jogadas, e acabou cedendo o quarto gol em uma bela tabela de Sissoko e Amauri, que o brasileiro finalizou com perfeição.
        Pouco antes de Amauri fazer 4 a 2, o time milanês ainda havia perdido o lateral-direito Zambrotta, expulso após cometer falta violenta e receber o segundo cartão amarelo. Enquanto a Juventus chegou a 33 pontos com a vitória, ficando a seis da líder Internazionale, o Milan permaneceu com 30, e ainda vê o Napoli à sua frente, com a mesma pontuação.  (informações do Estadão)

Leia Também