Quarta, 20 de Junho de 2018

Alunos da Escola Arlindo Lima recebem palestra sobre bullying

18 AGO 2010Por 16h:15
     

O projeto "OAB vai à escola" realizado em parceria com a Prefeitura de Campo Grande, completa quatro anos, com resultados positivos nas escolas municipais, com o corpo docente, alunos e pais que são o público-alvo dos temas abordados. Nesta quarta-feira (18), os alunos da Escola Municipal Arlindo Lima receberam a coordenadora da comissão da OAB, Eugênia Portela de Siqueira Marques que ministrou uma palestra sobre "Bullying: um mal que pode ser evitado".

Na platéia, alunos do 4º e 5º ano escutaram atentamente a advogada e professora, que explicou com exemplos do cotidiano como os alunos podem ser vítimas deste tipo de agressão, caracterizada por serem repetitivas e agressivas, causando conseqüências como: déficit de atenção, baixo rendimento escolar, reprovação, ansiedade, depressão, aflição, suicídio e até assassinato. "Temos que aprender a respeitar os colegas e não ofendê-los verbal e fisicamente. Ninguém gosta de ser mal tratado", explicou Eugênia.

Conforme foi transcorrendo a palestra, as crianças ficaram confiantes e não tiveram vergonha de falar que já tinham passado por uma situação de bullying. A estudante M.E.S., de 10 anos desabafou que sofre com piadinhas maldosas por causa da dentição e, por conta disto, ser chamada de "dente de coelho" ou "dentuça". Outras também deram depoimento e demonstraram estar bem por dentro do que é esta agressão, já que foram citadas questões como discriminação de cor, da vestimenta, por usarem óculos ou aparelhos dentários e, até, por causa do sobrenome.

A cada explicação, a palestrante explicava como proceder, sempre evitando o revide ou a violência e alertando para que as vítimas procurem a direção da escola ou os pais. "Ao invés de excluirmos do nosso convívio uma pessoa por ser diferente, vamos acolhê-la, recebê-la bem. A vida não seria sem graça se todo mundo fosse igual?", questionou a palestrante.

Para o diretor da escola, Aristóbulo dos Anjos Castro, a iniciativa do projeto é ótima e vem auxiliar o corpo escolar com educação e colaborações a todos os envolvidos. "A parceria do "OAB vai à escola" é muito boa para a Rede Municipal de Ensino e a escola foi palco do lançamento do 1º gibi do projeto", comemorou o educador.

Entendendo o bullying ? é uma palavra proveniente da língua inglesa e significa algo como valentão, briguento, sendo atualmente um problema mundial, encontrado em qualquer escola e série, independente de ser pública ou privada. Na opinião do diretor, é um tema que ser sempre reforçado, por ser detectado diariamente. "Todo mês, pedimos palestras e além do bullying será discutido o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A programação é a seguinte:

 

(18/08) ? bullying ? 4º e 5º anos

(19/08) ? ECA ? 6º e 7º anos

(20/08) - bullying ? 6 e 7º anos

Além estes temas, são discutidos também: relacionamento interpessoal, direitos das mulheres e violência doméstica, novas modalidades de famílias, direito do trabalhador e também os direitos dos trabalhadores menores, cidadania, diferentes tipos de discriminação, vícios e desvios de comportamento, relacionamento familiar, entre outros.

A advogada afirmou, ainda, que recentemente foi feito um convite para as universidades e alunos do 7º e 9º semestre da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) devem participar como voluntários. "Para se mudar situações de risco, temos que utilizar a ferramenta da educação. A escola é uma sociedade em miniatura", afirmou Eugênia Marques.

 

 

Leia Também