Segunda, 11 de Dezembro de 2017

DOURADOS

Altos indíces alertam sobre
a dengue

13 JAN 2014Por 00h:00

As equipes da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Dourados finalizaram na sexta-feira o Liraa (Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aeds Aegypti). A pesquisa apontou que o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue está mais alto, o que coloca a cidade em situação de alerta e requer mais cuidado dos moradores com seus quintais.

Conforme o Liraa, o índice médio de infestação no município ficou em 2,1%, o que é considerado de “alerta”. Em novembro quando o último levantamento havia sido realizado, o município estava com incidência menor de 1%, considerada “satisfatória”.

“Essa alta é a combinação de alguns fatores, como a período chuvoso e a alta temperatura dessa época do ano. Mas, o que mais influencia é o descuido da população. Mesmo a prefeitura trabalhando de forma intensificada com a conscientização, muita gente ainda está acomodada e descuidando dos quintais”, afirmou Rosana Alexandre da Silva, coordenadora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

Para a realização do Liraa, 80 agentes passaram a semana a campo, quando visitaram 3.363 domicílios para a realização da amostragem. Para estas ações, a cidade é dividida em oito regiões. Uma das áreas que compõe 12 bairros da região nordeste do município foi a que apresentou a maior incidência, com 21 focos encontrados na localidade.

Nesta região, a situação mais preocupante está no Jardim dos Estados, onde foram identificados cinco focos. Depois deste estão o Jardim Ouro Verde (4 focos), Pelicano (4), Guarujá (4), Monte Líbano (2), Maracanã (1) e Arapongas (1).

“Os números podem ser ainda maiores, já que durante o Liraa somente 20% dos quarteirões de cada região são visitados. Nos mutirões de conscientização, 100% destes vão receber os agentes, que podem encontrar uma situação ainda mais preocupante”, alertou Rosana.

O Liraa é usado como base para direcionar as ações realizadas pela prefeitura no combate à dengue, já que identifica as áreas que mais precisam de cuidado. Os mutirões foram retomados logo neste sábado, quando as ações foram desenvolvidas no centro da cidade.

A partir desta segunda-feira (13), a rotina de mutirões será retomada priorizando a região nordeste da cidade. O primeiro bairro a receber os agentes será o Jardim Ouro Verde; seguido do Jardim Guanabara e Guarujá, que receberão os agentes na terça-feira (14); do Pelicano, Carisma e Canaã 1, na quarta-feira (15); Piratininga, Jardim dos Estados e Monte Líbano, na quinta-feira (16); e no Jardim Arapongas e Chácara Caiuas, na sexta-feira (17).

Leia Também