Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DOURADOS

Altos indíces alertam sobre <br> a dengue

Altos indíces alertam sobre <br> a dengue
13/01/2014 00:00 -


As equipes da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Dourados finalizaram na sexta-feira o Liraa (Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aeds Aegypti). A pesquisa apontou que o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue está mais alto, o que coloca a cidade em situação de alerta e requer mais cuidado dos moradores com seus quintais.

Conforme o Liraa, o índice médio de infestação no município ficou em 2,1%, o que é considerado de “alerta”. Em novembro quando o último levantamento havia sido realizado, o município estava com incidência menor de 1%, considerada “satisfatória”.

“Essa alta é a combinação de alguns fatores, como a período chuvoso e a alta temperatura dessa época do ano. Mas, o que mais influencia é o descuido da população. Mesmo a prefeitura trabalhando de forma intensificada com a conscientização, muita gente ainda está acomodada e descuidando dos quintais”, afirmou Rosana Alexandre da Silva, coordenadora do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses).

Para a realização do Liraa, 80 agentes passaram a semana a campo, quando visitaram 3.363 domicílios para a realização da amostragem. Para estas ações, a cidade é dividida em oito regiões. Uma das áreas que compõe 12 bairros da região nordeste do município foi a que apresentou a maior incidência, com 21 focos encontrados na localidade.

Nesta região, a situação mais preocupante está no Jardim dos Estados, onde foram identificados cinco focos. Depois deste estão o Jardim Ouro Verde (4 focos), Pelicano (4), Guarujá (4), Monte Líbano (2), Maracanã (1) e Arapongas (1).

“Os números podem ser ainda maiores, já que durante o Liraa somente 20% dos quarteirões de cada região são visitados. Nos mutirões de conscientização, 100% destes vão receber os agentes, que podem encontrar uma situação ainda mais preocupante”, alertou Rosana.

O Liraa é usado como base para direcionar as ações realizadas pela prefeitura no combate à dengue, já que identifica as áreas que mais precisam de cuidado. Os mutirões foram retomados logo neste sábado, quando as ações foram desenvolvidas no centro da cidade.

A partir desta segunda-feira (13), a rotina de mutirões será retomada priorizando a região nordeste da cidade. O primeiro bairro a receber os agentes será o Jardim Ouro Verde; seguido do Jardim Guanabara e Guarujá, que receberão os agentes na terça-feira (14); do Pelicano, Carisma e Canaã 1, na quarta-feira (15); Piratininga, Jardim dos Estados e Monte Líbano, na quinta-feira (16); e no Jardim Arapongas e Chácara Caiuas, na sexta-feira (17).

Felpuda


As pré-candidaturas bizarras estão se espalhando nas redes sociais, nos perfis de quem acredita que esse tipo de “campanha eleitoral” poderá resultar em votos e até levar à conquista de uma vaga na Câmara Municipal de Campo Grande. Se antes isso era visto apenas no horário eleitoral na TV, agora está se espalhado como erva daninha nas redes. Como diria vovó: “Esse povo ainda se acha!” Afe!