Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Mudança

Alimentação que ajuda a combater a acne

30 ABR 2011Por Terra03h:30

A adolescência é uma fase de grandes transformações no corpo, nem todas agradáveis. Ao lado da voz mais grave dos meninos e do tão esperado primeiro sutiã das meninas, muitas vezes essa fase da vida fica registrada em nossa pele com outra marca menos desejada: a acne.

Conforme explica o dermatologista Agnaldo Mirandez, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e diretor da clínica Perfetta, em São Paulo, há uma produção e circulação maiores de hormônios no organismo do adolescente. Isso incentiva a resposta das glândulas sebáceas presentes na pele, levando ao aparecimento do problema principalmente em quem já conta com um histórico familiar.

Os que têm a sorte de não possuir o fator genético muitas vezes passam pelas mesmas alterações nos níveis hormonais sem maiores preocupações em espremer as famosas “espinhas” diante do espelho. Mas o fator alimentar também pode ter sua influência. De acordo com Mirandez, embora ainda não haja estudos conclusivos sobre a associação direta entre acne e alimentação, se observam queixas de pacientes que sentiram o quadro piorar com a ingestão de determinados alimentos.

Segundo o médico, existem inclusive pesquisas que relacionam os problemas na pele aos hábitos alimentares de regiões ou grupos sociais. “Em países ricos, a acne afeta uma quantidade maior de pessoas e é neles também que surgem os casos mais graves”, diz. “É possível que isso se dê por causa da ingestão excessiva de alimentos com alto teor de açúcar”.

Na lista do que pode ser prejudicial entram ainda todos os itens do cardápio preparados com farinha branca, como pães, bolos e tortas, além daqueles que concentram gordura, a exemplo dos clássicos inimigos da pele, o chocolate e o amendoim. A regra para o consumo é a de sempre. Se você verificar que um tipo de alimento prejudica sua pele, evite ou consuma com moderação. Fique também sempre atento às suas próprias reações e não vá atrás dos palpites dos outros. Um alimento que não faz mal ao seu amigo pode ter efeito diferente no seu organismo.

Cuidados alimentares


Se a alimentação não é um fator tão importante quanto a genética, quando somada à oleosidade da pele ela é capaz de exercer influência considerável na formação da acne. Nesse sentido, o médico recomenda, aos mais suscetíveis, procurar manter uma dieta bem equilibrada à base de frutas, legumes, carnes magras, peixes e grãos integrais.

Outro alimento pesquisado e que pode ter relação com as tão desagradáveis espinhas é o leite. Suspeita-se que a causa seja a presença de hormônios do próprio gado, que influenciariam o organismo humano. Salvo no caso de pessoas alérgicas à lactose, a dica é alternar seu consumo com o leite de soja.

Leia Também