Domingo, 24 de Junho de 2018

Aliados de Nelsinho devem ter pouco espaço na administração

21 NOV 2008Por 21h:00
     

Os 19 partidos aliados do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) terão pouco espaço na próxima administração. Ontem, ao transmitir o cargo para o presidente da Câmara Municipal, vereador Edil Albuquerque (PMDB), ele deu indícios que manterá praticamente o mesmo time de secretários. O sinal veio por meio de uma alusão a porcentagem de votos que recebeu nas últimas eleições. "Vou manter 71,41%, o restante vou trocar", disse.

Nelsinho não citou quem fica e quem sai, mas Edil, vice-prefeito eleito, adiantou que o vereador Jorge Martins (PDT) deverá voltar para o Governo e que a tendência é manter Henrique Mandeta à frente da secretaria de Saúde. Edil ainda contou que deverá assumir uma pasta ligada ao setor de agronegócios. Por outro lado, o prefeito afirmou que ainda não decidiu se vai encaixar o vereador em uma secretaria.

Outra que deverá permanecer na equipe é a secretária de Educação, Maria Cecília Amêndola da Motta. A pasta é do PSDB e a tendência é que o partido continue com a secretaria. "Ela fez um bom trabalho e na minha opinião deve permanecer", disse o presidente municipal da legenda, vereador Cristóvão Silveira.

Pressão

Embora o prefeito sinalize a intenção de manter grande parte da equipe, os partidos aliados não desistiram de ampliar espaço na administração. O PDT, por exemplo, já adiantou que não vai se sentir contemplado por Nelsinho caso Jorge Martins volte para o Governo. Isto porque os pedetistas consideram que Martins esteve na administração de Nelsinho por causa do vínculo pessoal com o prefeito - e não por ser do PDT. "Ele (Jorge Martins) fez campanha para candidatos a uma vaga na Câmara de outra legenda", alegou o vereador Paulo Pedra (PDT). Ele acrescentou ainda que o fato de o PDT ter um deputado federal e quatro estaduais dá crédito para a sigla aumentar a participação no Governo. "Os parlamentares podem ajudar conseguindo emendas para a prefeitura", alegou.

O DEM também está de olho em ampliar o espaço. O vereador Airton Saraiva disse que irá conversar em dezembro com o prefeito para apresentar a reivindicação.

Enquanto isso, Nelsinho quer distância do assunto. Ele fez de tudo para desviar das perguntas sobre sua equipe e prometeu apresentar os nomes antes do Natal.

        Ao ser questionado sobre como irá lidar para conter a pressão dos aliados, o prefeito destacou que irá seguir a postura adotada durante a primeira gestão. "Eles sabem como foi o procedimento e podem confiar que vou chamar todos para conversar", informou.

Leia Também