Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 12 de dezembro de 2018

mundo

Airbus da Air France caiu inteiro no Atlântico

17 MAR 2011Por jn14h:49

Gabinete responsável pelo inquérito técnico ao acidente do Airbus A330 da Air France, que caiu no Atlântico a 1 de Junho, refere que "o avião estava inteiro no momento do impacto". Busca das caixas negras decorre até 10 de Julho.

"O avião não ficou destruído durante o voo", declarou o responsável pelo inquérito, Alain Bouillard, durante uma conferência de imprensa sobre o primeiro relatório da investigação às causas do acidente ocorrido na madrugada de 01 de Junho ao largo do Brasil.

"O avião parece ter atingido a superfície da água numa linha de voo com uma forte aceleração vertical", acrescentou o responsável do Gabinete de Inquérito e Análises (BEA na sigla em francês). “O avião estava inteiro no momento do impacto”, sublinhou.

A aceleração vertical do aparelho foi confirmada por alguns dos destroços resgatados no mar. Por exemplo, nos carrinhos onde é guardada a comida para os passageiros os tabuleiros estavam todos no fundo da estrutura, segundo o responsável.

Outra conclusão é que "os passageiros não estavam preparados para uma aterragem", uma vez que nenhum dos coletes salva-vidas estava insuflado.

Alain Bouillard indicou ainda que a busca pelas caixas negras do Airbus vão prolongar-se até 10 de Julho, apesar do sinal emitido pelas mesmas ser normalmente de 30 dias. “A busca vai prolongar-se por mais dez dias para as tentar encontrar”, frisou.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também