Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

LAVOURAS DE SOJA

Agricultores correm contra o tempo para tentar retirar o que sobrou

14 MAR 2011Por ROSANA SIQUEIRA E JOSÉ PEREIRA/SIDROLÂNDIA NEWS14h:36

Aproveitando os breves períodos de sol, os agricultores da região de Sidrolândia estão realizando um verdadeiro mutirão para tentar colher o que sobrou das lavouras de soja após as chuvas. No município muitas áreas foram alagadas e as vagens que estavam em ponto de colheita nas lavouras ficaram encharcadas. Na região a estimativa é de que a chuvarada tenha resultado em perdas de mais de 50% da área cultivada ou o equivalente em R$ 100 milhões de prejuízos.

Segundo cálculos da Defesa Civil, as precipitações que atingiram o Estado este mês devem causar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão às lavouras de soja. O valor é confirmado pela Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Famasul) que avalia que outras culturas também serão afetadas. É o caso do milho que já deveria ter sido plantado no lugar da soja que não foi colhida por causa das enxurradas.Por causa das chuvas, o governo federal empenhou R$ 5 milhões para Mato Grosso do Sul.

No final de semana, o vereador e vice-presidente da Câmara Municipal da cidade Dicesar (PSDB), fez uma maratona pelas principais lavouras de nosso Município.

Dos 6.200 hectares da lavoura da família Comparin, 2 mil ha foram colhidos antes das chuvas e o produto está sendo misturado aos grãos retirados agora das lavouras, para as empresas poderem aceitar a soja. Em algumas fazendas vários hectares estão totalmente alagados.

“Mesmo que o produto estivesse em condições de colher, não teria como a máquina efetuar o trabalho, pois a lâmina de água e visível e como e terreno fofo, a maquina atolaria” revelou um funcionário da fazenda.

De acordo com os cálculos do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Nilo Cervo, de uma produção esperada de 432 mil toneladas, 129 mil toneladas foram perdidas porque apodreceram e rebrotaram nas vagens e os grãos perderam valor comercial.
 A produção de algodão também está em parte comprometida na região. A produtividade estimada que era de até 80 sacas por hectare por conta do clima deverá ficar entre 45 e 50 sacas nesta safra de 2011. 

(com informações do Sidrolândia News)

Leia Também