quinta, 19 de julho de 2018

Agricultores ameaçam impedir fiscalização de propriedades

29 AGO 2009Por 18h:00
     

Da Redação

A exemplo do impasse registrado entre agricultores e técnicos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Rio Grande do Sul no final da década de 90, produtores rurais podem resistir à fiscalização de suas propriedades caso os novos índices sejam confirmados.

O técnico da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Anaximandro Almeida, admite que a insegurança dos produtores diante do risco de ter a propriedade desapropriada caso deixe de alcançar o índice de produtividade pode gerar resistência. "Imagina 508 proprietários de áreas apreensivos, sabendo que sua terra pode ser desapropriada. Claro que pode haver resistência à aferição do Incra", afirma.

No Mato Grosso, a Federação dos Agricultores confirma o risco de os produtores impedirem o trabalho dos fiscais. "Se não atingirmos os parâmetros, os sem-terra vão querer essas terras. Portanto, há uma pressão enorme", diz o presidente Rui Prado. "Por esse motivo, vamos recorrer à Justiça, que pode analisar o caso com uma interpretação menos ideológica", afirma.

Para o Ministério do Desenvolvimento Agrário, os agricultores "responsáveis e comprometidos com a produção" não precisam temer os novos índices. "Não há porque se mobilizar e resistir à fiscalização. Os índices propostos são, na grande maioria, abaixo dos alcançados atualmente pelos agricultores", informa.

 

Com informações do Terra

Leia Também