sábado, 21 de julho de 2018

POSSE

Agnelo Queiroz toma posse e assume compromisso contra a corrupção no DF

1 JAN 2011Por AGÊNCIA BRASIL11h:34

Agnelo Queiroz e Tadeu Filippelli, governador e vice do Distrito Federal, tomaram posse hoje (1º) pela manhã na Câmara Legislativa do Distrito Federal com a promessa de uma gestão livre da corrupção. A cerimônia ocorreu após a posse dos 24 deputados distritais e lotou o auditório do prédio.

A cerimônia de posse começou, com atraso de uma hora, por volta das 11h. Após a execução do Hino Nacional, Agnelo e Filippelli fizeram o juramento de compromisso e assinaram do termo de poss. Depois, o governador fez, emocionado, um discurso de cerca de meia hora, em que agradeceu a confiança das pessoas que votaram nele. Agnelo disse que exigirá lealdade e transparência de atos do governo, sobretudo dos amigos.

“Quero ver em cada um dos companheiros de jornada o compromisso público que tem de ser a raiz de todos os governos”, disse. O governador ainda afirmou que “as nuvens tempestuosas de uma das piores crises do DF ainda não se dissiparam”, referindo-se à crise no ano passado que resultou na saída de José Roberto Arruda do governo. Entretanto, se comprometeu a resgatar o orgulho do povo do Distrito Federal .

“A situação que nos encontramos, com o serviço público no caos, dívidas, obras paralisadas, são frutos de um jeito de governar que usa o dinheiro público para benefício pessoal. Não é aceitável que a capital federal seja percebida como sinônimo de corrupção, negociatas e práticas incompatíveis com o serviço público. Não é possível que seja motivo de achincalhe e piada nacional”, destacou Agnelo.

Ele também assumiu o compromisso de estabelecer a ordem no serviço médico do DF nos primeiros 100 dias de seu governo, o fim do analfabetismo em dois anos, preparar jovens para o mercado de trabalho e estimular o investimento em empreendimentos no DF. “Apoiaremos pequeno empreendedor da nossa terra para se desenvolver aqui. Brasília é a unidade da federação mais rica do país, precisa transformar isso em beneficio direto para o cidadão.”

Agnelo também falou que combaterá o crescimento desordenado que levou o Distrito Federal a ser a unidade da federação mais desigual do Brasil. “A capital do Brasil perdeu a chance de pegar carona nas mudanças do governo Lula. O fosso social ficou ainda maior e mais profundo. Hoje tem duas 'Brasílias', uma planejada e rica e outra maltratada. Queremos levar mais governo para quem precisa de governo. Estou certo que terei apoio irrestrito de Dilma Rousseff para isso.”

Agora Agnelo segue para o Palácio do Buriti, onde receberá a faixa do atual governador, Rogério Rosso e ambos discursarão. O novo governador assinará o termo de posse dos secretários e administradores regionais da capital e depois vai para a Praça do Buriti cumprimentar correligionários que acompanharão a cerimônia do Executivo em telões instalados embaixo de tendas. Por fim, segue para o plenário da Câmara Federal para a posse da presidenta eleita, Dilma Rousseff.

Leia Também