quarta, 18 de julho de 2018

ALAGOAS

Agiota cobrava dívida retendo cartões do Bolsa Família e Projovem

29 OUT 2010Por Alagoas 24 Horas23h:43

Agentes da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, comandados pelo delegado Mário Jorge Barros, prenderam na noite desta quinta-feira (29) o comerciante Marcos Antônio de Araújo, 38 anos, que reside naquela cidade.

A prisão aconteceu depois que polícia recebeu denúncia sobre as atividades ilícitas do comerciante. Ele foi localizado e preso em um posto de gasolina, às margens da rodovia BR-101, em São Miguel.

Segundo o delegado, Marcos Antônio atuava como agiota, emprestando dinheiro a pessoas beneficiárias de programas federais, entre eles o Bolsa Família e Projovem.

 Com o acusado, logo no primeiro momento, foram apreendidos diversos cartões desses programas., tendo ele confessado que para emprestar o dinheiro retinha os cartões e as senhas das pessoas para realizar os saques, cobrando juros extorsivos (entre 10% e 20%, ao mês).

De acordo com o delegado, o comerciante confessou que “segurava” os cartões para garantir o recebimento dos empréstimos.

Após confessar a prática dos crimes, o acusado recebeu voz de prisão, e a polícia continuou as diligências, considerando o teor da denúncia que dava conta de que na residência dele havia mais materiais ligados a prática de agiotagem e retenção de cartões de programas federais.

Numa busca feita na casa, foram encontradas uma espingarda, calibre 12, com cartuchos, e 20 munições de revólver, calibre 38, além da quantia de R$ 15.455,00, sendo R$ 10.590,00, em espécie, e R$ 4.865,00 em cheques.

“Encontramos vários documentos das vítimas, juntamente com cartões de contas bancárias”, disse o delegado, acrescentando que existem também extratos bancários que comprovam a prática ilícita de agiotagem.

A equipe de policiais da delegacia regional conseguiu descobrir que as operações rendiam ao acusado entre R$ 8 mil e R$ 10 mil, cada uma. “Nós temos extratos que comprovam operações de Construcard, CDC e adiamento de crédito”, afirmou o agente Raul, integrante da equipe.

O delegado Mário Jorge Barros informou que já encaminhou uma cópia do auto de prisão em flagrante ao superintendente da Polícia Federal, em Alagoas, Amaro Ferreira, que deverá apurar as condutas em relação aos programas federais.

Ele disse ainda que existem informações de que golpes semelhantes estão acontecendo em outros estados, inclusive no Piauí onde traficantes se utilizam dessa prática para garantir a venda de drogas.

O delegado pede ainda que a população continue denunciando qualquer tipo de delito, podendo se utilizar do e-mail: drp_smc@hotmail.comEste endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , e do telefone 3271-1805. “Tudo será devidamente investigado”, completou.

Marcos Antônio de Araújo será enquadrado por estelionato, por infringir a Lei da Economia e a Lei da Usura (agiotagem), além de apropriação indébita e posse ilegal de arma e munição.

Leia Também