Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO

Ageprev vai recadastrar 6 mil servidores em MS

Ageprev vai recadastrar 6 mil servidores em MS
24/03/2011 00:01 - DA REDAÇÃO


A Agência Estadual de Previdência Social (Ageprev), através de uma parceria com o Ministério da Previdência, vai recadastrar a partir de abril servidores ativos e inativos dos poderes Legislativo e Judiciário de Mato Grosso do Sul.

Conforme o diretor-presidente da Ageprev, Moacyr Roberto Salles, o objetivo do recadastramento é definir o perfil do servidor destes poderes e formular um censo previdenciário assim como foi realizado pela agência estadual com o Poder Executivo em 2010.

“Os servidores deverão comparecer às suas unidades de lotação, onde a Ageprev irá montar um posto de recadastramento para receber os dados destes profissionais”, informa Moacyr Salles.

Aqueles que estão no interior do Estado e são servidores do Judiciário devem ser recadastrados nas unidades regionais, como os fóruns municipais. Somente servidores do Legislativo e Executivo estadual estão entre os que deverão fazer o recadastramento. “E apenas servidores de cargo efetivo”, salienta o diretor-presidente da Ageprev.

De acordo com Moacyr Salles, o censo previdenciário deve apresentar dados importantes sobre recursos e quanto é destinado para a Previdência destes poderes. Ainda deve ser definido o calendário de recadastramentos em cada unidade de lotação dos servidores, porém já está acordado que o período se inicia em abril e deve terminar até o dia 30 de junho, segundo prevê o diretor-presidente da Ageprev.

Cerca de seis mil servidores ativos e inativos dos dois poderes devem ser recadastrados pela Ageprev nos próximos meses. Os inativos serão informados do recadastramento via Correios.
 

Felpuda


As definições no que se relaciona aos nomes para a disputa eleitoral vêm ocorrendo aqui e acolá. Pré-candidato que sonha comandar cidade o interior poderá deixar de ver o seu sonho realizado. É que o dito-cujo terá de enfrentar as lembranças de rumoroso caso que se tornou escândalo depois da denúncia de uma servidora. Há quem garanta que é só a campanha começar para a história ser contada capítulo por capítulo. Afe!