Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

SAÚDE

Agentes tentam negociar; prefeitura só conversa com volta ao serviço

10 JAN 2011Por VIVIANNE NUNES13h:57

Agentes de Saúde e controle de epidemiologia paralisados desde o início da semana passada voltaram a reivindicar hoje, junto à prefeitura de Campo Grande, a abertura de negociações para o que eles chamam de melhorias nas condições de salário. A administração municipal, no entanto, diz que não negocia com “categoria paralisada” e determina que eles voltem aos trabalhos para que possa, através de órgãos competentes, retomar a análise das reivindicações e “posterior deliberação como o sindicato legamente representativo dos referidos trabalhadores”.

Em nota a prefeitura lembra que, conforme manifestado na semana passadao, os profissionais optaram pela greve de maneira prematura e por isso o movimento não foi reconhecido tendo conseguido junto ao Tribunal de Justiça, liminar considerando o movimento ilegal e abusivo, “entre os fatores o Tribunal levou em conta o princípio constitucional da unicidade sindical e sobre tudo, o perído em que a paralisação foi deflagrada, quando o combate à dengue se faz necessário.

Os agentes de saúde têm desafiado a Justiça e mesmo diante da liminar que determina multa diária de R$ 25 mil para o sindicato, a categoria permanece em greve por tempo indeterminado conforme informação do presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública, Previdência e Assistência Social (Sintesp), Amado Cheikh, no último dia 8.


 

Leia Também