Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Agentes penitenciários federais cobram respostas

25 FEV 2008Por 16h:32
     Os agentes penitenciários federais que trabalham no Presídio Federal de Campo Grande estão reunidos desde o início da tarde para discutir as medidas a serem tomadas com relação às reivindicações feitas no último dia 18. O presidente do sindicato da categoria, Yuri Matos, não descarta a possibilidade de uma greve caso não haja negociação. Entre as exigências estão melhores condições de trabalho e pagamento de horas extras. Os agentes já enviaram uma representação ao Ministério Público Federal, mas aguardam resposta. Hoje, cerca de 240 agentes atuam no Presídio Federal de Campo Grande.

Leia Também