Terça, 16 de Janeiro de 2018

Agentes Federais reivindicam melhores condições de trabalho

16 FEV 2008Por 15h:39
     

        Agentes penitenciários federais vão fazer uma manifestação  no dia dezoito, segunda-feira, em frente a Penitenciária Federal de Campo Grande. Segundo o presidente do sindicato da categoria, Yuri Matos, os agentes estão reivindicando melhores condições de trabalho. Dentre alguns problemas Yuri citou a falta de luvaspara trabalhar e a preocupação é com a contaminação da Aids, já que há detentos com soro positivo;  viaturas pois não há uma que fique no local, caso haja uma emergência, precisa aguardar chegar no local; quando chove entra água no presídio, ficando o lugar insalubre, principalmente, porque a água é chuva por causa do lixão.

        Os agentes penitenciários também lutam pelo pagamento de horas extras, que não tem sido feito nos últimos meses. As reivindicações já foram encaminhadas ao diretor do presídio, mas não houve resposta nem negociação. Ele afirmou que se não houver sinalização para uma negociação, o sindicato vai entrar com uma ação na justiça. Uma representação também foi enviada ao Ministério Público Federal, que não deu nenhuma resposta. Hoje, trabalham no Presídio Federal de Campo Grande cerca de 240 agentes. Essa unidade penal tem 118 presos, mas sua capacidade é para 208.

Leia Também