Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Agentes da PF rejeitam acordo do governo federal e mantêm greve

30 AGO 12 - 18h:00terra

Os agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal decidiram não aceitar a proposta oferecida pelo governo federal e manterão a greve da categoria por tempo indeterminado. A informação foi confirmada pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), na tarde desta quinta-feira.

De acordo com a Fenapef, os representantes dos 27 sindicatos abrangidos pela Federação estão em assembleia desde a manhã de hoje, em Brasília, discutindo os próximos passos a serem tomados. A conscientização da população, através de cartazes e outdoors a respeito da atual situação dos servidores seria uma das alternativas discutidas. A principal reivindicação dos grevistas é a reestruturação do plano de carreira, e não a remuneração salarial.

O movimento grevista
Iniciados em julho, os protestos e as paralisações de servidores de órgãos públicos federais cresceram no mês de agosto. Pelo menos 25 categorias entraram em greve, tendo o aumento salarial como uma das principais reinvindicações. O Ministério do Planejamento estima que a paralisação tenha envolvido cerca de 80 mil servidores. Em contrapartida, os sindicatos calculam que 350 mil funcionários aderiram ao movimento.

A greve afetou servidores da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Arquivo Nacional, da Receita Federal, dos ministérios da Saúde, do Planejamento, das Relações Exteriores, do Meio Ambiente e da Justiça, entre outros. O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (Sinagências) informou que dez agências reguladoras aderiram ao movimento.

Desde março, quando foi iniciado o processo de negociação salarial, foram realizadas mais de 200 reuniões para discutir reajustes, com mais de 31 entidades sindicais. Após apresentar proposta de aumento de 15,8%, dividido em três anos, o governo encerrou no dia 26 de agosto as negociações com os servidores. O prazo limite para envio do orçamento ao Congresso Nacional, com a previsão de gastos com a folha de pagamento dos servidores em 2013, é 31 de agosto.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Governo abre inscrições para professores temporários
OPORTUNIDADES

Governo abre inscrições para professores temporários

PAGOU O PATO

Homem é esfaqueado 5 vezes após briga de mulheres

Marido inconformado quis se vingar de briga
Escolas da rede municipal contarão com lousas digitais
CAMPO GRANDE

Escolas da rede municipal contarão com lousas digitais

Trad alfineta vereadores em veto de projeto: "se voltar a assuntos carentes"
CAMPO GRANDE

Trad alfineta vereadores: "se voltar a assuntos carentes"

Mais Lidas