Sábado, 20 de Janeiro de 2018

Agenda é peça-chave em acusação contra Daniel Dantas

4 DEZ 2008Por 07h:30

 

A agenda de compromissos do ex-presidente da Brasil Telecom Humberto Braz, condenado na terça-feira com Daniel Dantas por corrupção, é considerada pela Polícia Federal o elo entre o grupo Opportunity e mais um caso de tentativa de suborno, desta vez proposto a Sérgio Antonio de Carvalho, marido da juíza Marcia Cunha, da 2ª Vara Empresarial do Rio.

 

Informações obtidas na agenda indicam que Braz teria se encontrado 16 vezes com o suposto lobista Eduardo Rascovzky, que ofereceu, de acordo com a magistrada, "uma proposta financeira extremamente vantajosa" a seu marido em nome do grupo de Dantas. Ele queria que Carvalho advogasse para o Opportunity por um "dinheiro para ficar rico".

 

A razão da proposta, segundo Marcia, era reverter dois processos em favor do Opportunity. Um deles, em especial, conferia ao grupo de Dantas o direito na gestão de companhias como a Brasil Telecom, da qual Braz fora presidente.

Leia Também