Sexta, 23 de Fevereiro de 2018

METROLOGIA

Agência constatou mais de 1,6 mil infrações em MS

3 MAR 2011Por DA REDAÇÃO00h:01

No último ano a Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS) realizou 43.524 verificações em instrumentos de medição e medidas. Outras 84.226 verificações iniciais de balanças foram realizadas. Do trabalho de fiscalização de produtos pré-medidos em 2010 resultaram 1.684 laudos de infração.

Os dados foram apresentados ontem pela agência, que é órgão delegado do Inmetro, durante reunião com a equipe técnica da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo (Seprotur) e suas vinculadas (Agraer, Fundtur, Jucems, Iagro e Programa Prodetur). O próximo encontro acontece no dia 16 de março a partir das 8 horas, na Junta Comercial do Estado (Jucems). Dessa vez os trabalhos serão conduzidos pela Jucems e Iagro.

A proposta principal do evento é integrar todas as vinculadas à Secretaria de Produção. "Podemos dizer que todos os elos de desenvolvimento do Estado estão dentro da conjuntura da Seprotur e suas vinculadas. O esforço tem sido grande para nos reunirmos, nos integrarmos e nos conhecermos, e dessa forma conhecer o trabalho que cada um desempenha. É uma iniciativa simples e que nos prepara para melhor executar o nosso trabalho", destacou o Secretário Adjunto, Paulo Engel.

O Diretor Presidente da AEM/MS, Sérgio Maia, apresentou as atividades que a Agência desenvolve no Estado e seus resultados. A Diretora Técnica do órgão, Luciana Boni Cogo, explanou sobre Avaliação da Conformidade, em especial sobre as certificações compulsórias (aquelas que são obrigatórias) e voluntárias. Ela destacou o importante trabalho que o Inmetro vem realizando através de programas que auxiliam a certificação voluntária, são eles: Produção Integrada de Frutas (PIF) e Programa Brasileiro de Certificação Florestal (Cerflor).

O PIF é um Programa de Avaliação da Conformidade voluntário, desenvolvido pelo Inmetro em conjunto com o Ministério de Agricultura (Mapa), que gera frutas de alta qualidade, priorizando a sustentabilidade, a aplicação de recursos naturais, a substituição de insumos poluentes, o monitoramento dos procedimentos e a rastreabilidade de todo o processo do programa, tornando-o economicamente viável, ambientalmente correto e socialmente justo.

Em atendimento a uma importante demanda do setor, o Cerflor responde pela certificação do manejo florestal. Desde 1996 a Sociedade Brasileira de Silvicultura estabeleceu acordo de cooperação com a ABNT para desenvolver os princípios e critérios para o setor. O Cerflor foi lançado em reunião do Fórum de Competitividade da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis, em agosto de 2002, com a presença dos Ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; do Meio Ambiente e da Agricultura.

Já  a dIretora de Administração e Finanças, Kátia Regina Facina, apresentou o projeto Multiplicadores. Criado em 2000, o projeto tem como finalidade formar, em todo país, e em parceria com entidades governamentais e não governamentais, multiplicadores dos conceitos de educação para o consumo responsável e assim disseminar esse conhecimento nas demais instituições e comunidades interessadas na educação e informação dos cidadãos consumidores.

 

"O consumidor precisa estar atento, se informar. A qualidade do produto é de responsabilidade do fornecedor [fabricante]. O selo do Inmetro apenas acredita, avalia a conformidade do produto e serviço", ressaltou Sérgio Maia.

 

Outras informações sobre o trabalho da AEM/MS - Inmetro podem ser obtidas pelo telefone (67) 3317-5757.

 

Com informações Aline Kraemer - AEM/MS Inmetro

 

FOTOS DISPONÍVEIS NO SITE

http://www.seprotur.ms.gov.br/index.php?inside=1&tp=4&comp=560

Leia Também