Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

há um mês

Aécio fará discurso dos 100 dias de Dilma

6 ABR 2011Por ESTADÃO09h:32

Com um olho no bolso do eleitor e outro nos grandes cabos-eleitorais - prefeitos e governadores - o senador Aécio Neves (PSDB-MG) sobe nesta quarta-feira, 6, à tribuna do Senado para apresentar o discurso prometido há um mês, para dar o tom da oposição tucana ao governo Dilma Rousseff.

Aécio vai propor a redução de impostos e taxas que oneram a conta de luz e o resgate de bandeiras municipalistas para "proteger" os cofres de Estados e municípios de isenções fiscais concedidas pelo governo federal.

Mais do que criticar o governo e o PT, que já é tratado como partido adversário em 2014, Aécio terá a preocupação de apresentar o que chama de "pauta propositiva". Entre as ideias que passarão a embalar sua pré-candidatura a presidente da República, está a redução de uma dezena de impostos e taxas que incidem sobre a energia elétrica e podem deixar a conta de luz de pequenos consumidores 25% mais barata.

Mas o que mais vai agradar governadores e prefeitos é a ideia de um projeto que proíbe o governo federal de "garfar" recursos do caixa de Estados e Municípios, abrindo mão de impostos compartilhados para estimular setores da economia. Ele também vai sugerir que projetos já apresentados, desonerando empresas de saneamento, saiam da gaveta e entrem na pauta de votações. Nas contas do senador tucano, a continuar tudo como está em 2012, o setor vai gastar mais com o pagamento de impostos do que terá em recursos disponíveis para investimentos.

Leia Também