Sexta, 19 de Janeiro de 2018

Advogadas são condenadas por crime contra o INSS

21 MAR 2008Por 10h:50
     A condenação de duas advogadas levou à recuperação, pela União, de aproximadamente R$ 2 milhões que haviam sido pagos a título de reajuste de aposentadorias e pagamento retroativo de benefícios. Segundo a assessoria de imprensa da Advocacia Geral da União, a Procuradoria Federal Especializada junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) conseguiu na Justiça a condenação das advogadas Maria Alice Adão Antunes e Marly dos Santos Abreu.

                

                De acordo com a AGU, as advogadas cometeram os crimes de estelionato judiciário e indução de erro das autoridades judiciais para obtenção de vantagem indevida.

                Com informações do Estadão

                 

Leia Também