Quarta, 20 de Junho de 2018

Advogada que matou pai deve se apresentar hoje

25 MAR 2010Por 07h:46
     

        Desaparecida desde o final da madrugada de ontem, a advogada Marina Silva Motta deve se entregar ainda hoje à polícia de Porto Real, no Vale do Paraíba fluminense, sul do Estado do Rio de Janeiro. A advogada é a principal suspeita pela morte do pai, o empresário Arthur Motta Filho, assassinado a tiros na casa da ex-mulher, Denise Cristina Bassoli. Na casa vivem a ex-mulher e três filhas do empresário.

        

        

        Denise disse que Arthur, de 50 anos, estava armado com um revólver. De acordo com o depoimento dela, a filha desarmou o pai, que já tinha disparado contra a ex-mulher - atingida de raspão - e depois atirou três vezes, baleando por duas vezes o empresário nas costas.

        Com informações do Estadão

Leia Também