Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CINCO MESES FORA

Adriano sofre lesão e desfalca o Corinthians

Adriano sofre lesão e desfalca o Corinthians
20/04/2011 00:01 - ESTADÃO


Em uma atividade de fisioterapia no gramado do CT do Parque Ecológico, no Corinthians, na tarde de ontem, o atacante Adriano sofreu uma ruptura total do tendão de Aquiles da perna esquerda. Ele passará por uma cirurgia já nesta quarta-feira e deverá ficar afastado de qualquer atividade com bola por no mínimo cinco meses.

A ruptura foi sentida quando Adriano fazia exercícios acompanhado de membros do departamento médico do Corinthians. Ele foi prontamente examinado pelo doutor Joaquim Grava e teve constatada a lesão, que foi confirmada nesta noite pelo clube.

O atacante não entra em campo desde 19 de janeiro, quando, ainda na Roma, participou do clássico contra a Lazio, pela Copa da Itália, e deixou o campo com uma lesão no ombro. Uma semana depois, passou por uma cirurgia, da qual ainda se recupera.

Adriano foi oficialmente confirmado como reforço do Corinthians no dia 28 de março. Na ocasião, o atacante assinou o contrato que vai até junho de 2012. Vinte dias antes ele havia sido dispensado pela Roma, clube onde ficou durante oito meses, só tendo participado de cinco partidas oficiais - 259 minutos em campo apenas -, sem marcar gols.

Apresentado no dia 11 de abril com cerca de 6 kg acima do peso ideal, Adriano trabalhava para recuperar a forma física e estar pronto para estrear pelo Corinthians no dia 22 de maio, na abertura do Campeonato Brasileiro, quando o time alvinegro pegará o Grêmio. Na primeira semana de fisioterapia, tinha perdido 2 kg, de acordo com membros da comissão técnica.

Com a previsão de não voltar aos gramados antes de cinco meses, Adriano perderá todo o primeiro turno do Brasileirão. Se tiver uma boa recuperação, volta nas últimas rodadas da competição.



Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...