Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

'inventada'

Adriano nega ter dito que voltará ao Flamengo

3 JAN 2011Por ESTADÃO15h:24

Adriano negou que tenha dito ao jornal "Marca Brasil" que voltará ao Flamengo em junho, após a participação da Roma no Campeonato Italiano. Em entrevista à Roma Channel, emissora de televisão de seu clube, o atacante disse que a entrevista foi "inventada" e que pretende cumprir integralmente seu contrato, que termina em 2013.

Ao "Marca Brasil", o jogador teria assegurado que é praticamente certo seu retorno ao Flamengo, clube que defendeu antes da Roma e pelo qual foi campeão brasileiro de 2009. "Em junho, estou no Flamengo. Pode vir me esperar no aeroporto (risos). É muito triste deixar tudo aqui (no Rio de Janeiro) e ter que viajar. Já fiquei o tempo suficiente lá (na Itália). Ninguém é de ferro. Serei ainda mais feliz quando voltar para o Brasil. E para o Flamengo."

 Nesta segunda, o atacante desmentiu a publicação. "A suposta entrevista foi toda inventada, mas na minha vida sempre inventaram um monte de coisas. Falam que eu estou aqui, estou lá, mas eu sempre disse à imprensa o que iria fazer no Brasil e estou feliz em retornar à equipe", disse o Imperador.

 Adriano se reapresentou nesta segunda com cinco dias de atraso das férias de final de ano. Ele alegou problemas com o passaporte do filho, situação irregular com o Tribunal Regional Eleitoral e um enfarte de um tio para se atrasar. "Sei que tenho de pedir desculpa por ter voltado mais tarde, mas não passei um bom fim de ano", afirmou.O atacante chegou ao Brasil no dia 19 de dezembro para passar inicialmente dez dias de folga. No dia 22, anunciou, em entrevista coletiva, que recusou propostas de Corinthians e Palmeiras para continuar na Roma, clube que defende desde o segundo semestre do ano passado.

 De volta à equipe, Adriano vive a expectativa de ser relacionado para os jogos contra o Catania, nesta quinta-feira, e diante da Sampdoria, domingo, pelo Campeonato Italiano. "No Brasil treinei pouco, fiz alguns jogos com os amigos, mas tive medo de me machucar. Agora eu tenho que trabalhar para jogar na quinta ou no domingo e fazer uma grande temporada", completou.

Leia Também