Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Adriano marca e deixa prolonga jejum do Timão

9 AGO 2009Por 19h:57
     

        Da redação

        Sem a presença de Ronaldo em campo, que segue em tratamento de uma fratura na mão e de uma lipoaspiração, Adriano se tornou a principal estrela do clássico deste domingo e não decepcionou a multidão rubro-negra que compareceu ao Estádio do Maracanã. Apesar dos muitos gols perdidos, o centroavante deixou a sua marca no segundo tempo e garantiu o triunfo do Flamengo por 1 a 0 sobre o Corinthians, que segue em crise no Campeonato Brasileiro, principalmente após a saída de muitos jogadores de seu elenco.

        O artilheiro da Gávea, que chegou aos dez tentos nesta 18ª rodada e agora é também o maior goleador da competição, esteve de frente com o corintiano Felipe em pelo menos cinco oportunidades. No entanto, precisou de apenas uma delas para estufar as redes e fazer a alegria dos flamenguistas, que voltam a vencer após dois tropeços.

        Com os três pontos conhecidos nesta tarde, o clube carioca atinge os 27 pontos na classificação e se aproxima do grupo dos quatro primeiros colocados, que garantem vaga à próxima edição da Libertadores. Já o Corinthians, garantido na competição continental por ter vencido a Copa do Brasil, estaciona nos 25 e atinge o quinto jogo seguido sem vitórias, a maior marca do time sob direção do técnico Mano Menezes.

        Ao acumular derrotas para Flamengo, Náutico e Palmeiras, além de empates com Avaí e Santo André, o técnico Mano Menezes atinge seu maior jejum de vitórias desde o início de 2008, quando foi contratado para tirar a equipe da segunda divisão. Antes disso, sua pior marca ocorreu entre seu quarto e sétimo jogo no cargo, período em que colecionou uma sequência de quatro empates, com São Paulo, Sertãozinho, Mirassol e Barueri.

        Maior preocupação para a defesa alvinegra, Adriano assustou pela primeira vez com 3min de bola rolando, quando recebeu passe dentro da área e finalizou cruzado, rente à trave esquerda de Felipe. Já aos 34min, subiu livre para completar de cabeça um cruzamento de Emerson, mas mandou a bola por cima do travessão corintiano. Ao descer para os vestiários no intervalo, o atacante admitiu a frustração com seu próprio rendimento e prometeu melhorar na volta.

        Os gols perdidos, no entanto, voltaram a irritar o torcedor rubro-negro no retorno das equipes ao gramado. Com 4min, novamente Adriano falhou ao tentar completar um cruzamento de Willians, mas passou reto quando precisava só empurrar para as redes. Porém, a redenção do artilheiro veio oito minutos depois. Bem colocado, aproveitou bobeada corintiana após um chute de Kléberson, girou o corpo e bateu no canto esquerdo de Felipe, para soltar o grito de gol nas arquibancadas.

        O duelo entre o artilheiro e o arqueiro do Parque São Jorge voltou a ocorrer aos 32min, desta vez com vantagem para o corintiano. Em um recuo mal feito pelo jovem Marcelinho, Adriano ficou na frente com o goleiro rival pela quinta vez no confronto, mas teve sua finalização defendida por Felipe, que mesmo assim não evitou nova derrota do Corinthians. (informações do Terra)

Leia Também