Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 14 de dezembro de 2018

corintiano

Adriano é apresentado e diz estar curado

31 MAR 2011Por Gazeta Esportiva14h:00

O atacante Adriano trocou o auxílio psiquiátrico (sugerido por seu antigo empresário, Gilmar Rinaldi) pelo amparo do amigo Ronaldo e de familiares ao iniciar a sua trajetória no Corinthians. Nesta quinta-feira, o novo reforço do elenco comandado por Tite foi oficialmente apresentado como corintiano ao lado do "gestor de imagem" e de parentes.

"Espero realmente assinar um contrato com a empresa do Ronaldo. É uma pessoa que vai me ajudar muito no Corinthians. Vou pensar com carinho em tudo o que ele diz. É um amigo, que vai estar sempre ao meu lado. Quando eu tinha uns 19 anos, ele já me levou para casa dele sem nem me conhecer. Faço o que o Ronaldo quiser, de olhos fechados", discursou Adriano, depois de posar para fotos no gramado do CT Joaquim Grava e assistir a um vídeo em sua homenagem.

Ronaldo assumiu a função de aconselhar as ações mercadológicas de Adriano quando o amigo se desvinculou da Roma, da Itália - ele já havia iniciado um lobby pela contratação do seu companheiro de ataque na Copa do Mundo de 2006 desde o final do ano passado. Agente de Adriano há mais de uma década, Gilmar Rinaldi foi deixado de lado na negociação com o Corinthians.

Segundo Rinaldi, Adriano só deveria voltar a jogar se recebesse ajuda de um psiquiatra, como aconteceu quando o atacante estava no São Paulo. Os problemas com bebidas alcoolicas e de indisciplina do atleta teriam começado a partir da morte do pai, Almir, em 2004. "Todo mundo sabe o que aconteceu comigo. Depois de um episódio da minha vida, passei a precisar de acompanhamento. Estava mal quando saí da Inter de Milão. Nunca menti para ninguém sobre isso. Hoje, estou curado", garantiu o atacante do Corinthians.

A desconfiança em relação ao estado psicológico de Adriano não é sem motivo. Envolvido em polêmicas e escândalos durante toda a carreira, o atacante de 29 anos tinha o hábito de faltar aos compromissos de seus clubes e até assinou um contrato de risco com o Corinthians. Há cláusulas que permitem a diretoria multá-lo em caso de atrasos e rescindir o vínculo se acontecer reincidência. O salário do atacante ainda varia de acordo com o cumprimento de metas pré-estabelecidas.

"Sofro até hoje por causa dos meus erros. Parece que o mundo vai acabar quando faço alguma coisa. Sei que eu mesmo sou culpado por isso. Mas a mudança depende de mim. Quero estabilizar a minha vida e ter força de vontade para dar sequência à minha história no Corinthians", prometeu Adriano.

Ronaldo será fundamental para Adriano obter sucesso, na condição de conselheiro. "Lógico que o Ronaldo é meu amigo e disse que o Corinthians é uma família", comentou o atacante, sem se esquecer de seus verdadeiros parentes. "A única doença que tenho hoje é a minha família. Sou muito apegado a todo mundo. O resto não vai me atrapalhar dentro de campo."
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também