Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Adrian conquista ouro nos 100 m livre; Cielo fica fora do pódio

1 AGO 12 - 16h:00terra

Em uma prova que tinha Cesar Cielo, dono do recorde mundial, e o favorito James Magnussen, o americano Nathan Adrian surpreendeu e conquistou a medalha de ouro nos 100 m livre. Nesta quarta-feira, ele foi o mais rápido para ficar com o ouro, enquanto que Cielo sequer conseguiu pódio, terminando com o sexto lugar.

Nathan Adrian terminou a prova com 47s52, seguido por James Magnussen, que ficou com a prata, com 47s53, e pelo canadense Brent Hayden, com 47s80. O desalento de Magnussen ficou evidente, já que perdeu a medalha de ouro por apenas um centésimo.

Cesar Cielo nadou na raia cinco e fez a virada nos 50 m na primeira colocação, mas perdeu fôlego e potência na metade final da prova, sendo ultrapassado. Seu tempo foi de 47s92. Além dos medalhistas, ficou para trás também em relação ao francês Agnel Yannick e o holandês Sebastiaan Verschuren, quarto e quinto colocados, respectivamente.

Cesar Cielo chegou à final dos 100 m livre longe de qualquer favoritismo, apesar de ser o recordista mundial, com marca de 46s91, anotado no Mundial de Roma em 2009. Um ano antes, havia conquistado o bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim, medalha ofuscada pelo ouro nos 50 m livre, principal prova do brasileiro, na qual também é dono do recorde mundial (20s91).

James Magnussen é o motivo de Cesar Cielo chegar a Londres longe do foco para os 100 m. Nos últimos meses, o australiano se tornou a principal ameaça ao brasileiro, baixando cada vez mais as marcas a ponto de prometer quebra do recorde. Cielo fez pouco para rebatê-lo, deixando cada vez mais claro que seu foco para os Jogos de Londres seria os 50 m livre.

Na terça-feira, Cesar Cielo confirmou vaga à final dos 100 m livre de forma consistente e satisfatória: fez o quinto melhor tempo da semifinal, com 48s17, e deixou a piscina sem sentir dores. Atual campeão mundial, Magnussen foi o mais rápido, reforçando o favoritismo com 47s63, seguido pelo americano Nathan Adrian e pelo cubano Hanser Garcia.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Guedes quer ajustar relatório da reforma

AJUDA FINANCEIRA

Governador decide amanhã se vai aderir ao plano Mansueto

Reunião com equipe já está marcada
BRASIL

PF destrói 1,2 mil tonelada de maconha na fronteira com o Paraguai

BRASIL

Assassinato de ator e seus pais completa uma semana; filha presta homenagem

Mais Lidas