terça, 17 de julho de 2018

ARTE

Adolescentes de Uneis mostram artesanato no Fórum da Capital

7 DEZ 2010Por DA REDAÇÃO 07h:22

Começa hoje no Fórum da Capital, a exposição de peças produzidas por adolescentes internos em Unidades Educacionais de Campo Grande. As peças estão em exposição no Hall do Fórum e poderão ser adquiridas no local até o dia 10 de dezembro.

Para o superintendente de medidas socioeducativas, coronel Hilton Villasanti Romero, a iniciativa valoriza o adolescente e já contribui para despertar a profissionalização. “A base da Superintendência de Assistência Sócioeducativa é a educação e iniciativas como esta envolvem não só o adolescente, mas toda a família. Traz a valorização desses jovens e desperta valores”, comentou.

Unei Estrela do Amanhã

Para as 12 reeducandas da Unei Estrela do Amanhã, localizada na Capital, esta é a oportunidade de mostrar o talento e tudo o que aprenderam durante as aulas de artes. De acordo com a diretora da unidade, Carmem Ligia Loureiro Carmelo, quem visitar a exposição vai ver opções de presentes em geral e de decoração natalina. “Temos guirlandas feitas com jornal, caixinhas, toalhas e até mandalas produzidas com caixas de pizza”, destaca.

Os preços destas peças custam entre R$ 5 e R$ 70. Todo o trabalho é resultado das aulas de artes ministradas pela Escola Polo e de ajuda de voluntários como de artistas plásticos. “Uma parte do dinheiro arrecadado vai para a compra dos materiais e outra parte é revertido para as adolescentes”, explica Carmem. As socioeducandas da unidade têm em média 16 anos.

A diretora da Unei Estrela do Amanhã faz questão de destacar que a produção de artesanato é considerada como uma terapia para as reeducandas. “Para elas o trabalho manual é uma arte. Nas aulas, as reeducandas esquecem da situação que vieram de desestrutura familiar e de infração. É a oportunidade de se desligar da realidade e de produzir trabalhos muito bonitos”, ressalta.

A iniciativa é uma promoção do Juizado da Vara da Infância e Juventude em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) por meio da Superintendência de Assistência Sócioeducativa (SAS) e Secretaria de Estado de Educação, através da Escola Polo Evanilda Maria Neres Cavassa.

Leia Também