Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

App Store

Adobe está pronta para o iPad

14 ABR 2011Por geek00h:00

Segundo Fábio Sambugaro, diretor regional da empresa, essa será uma nova maneira da Adobe apresentar as novidades para o seu público. “Percebemos que o ciclo de atualização anterior, de 18 meses, não atendia às expectativas, por isso, agora teremos atualizações intermediárias, como é o caso da 5.5, e em 24 meses, uma grande mexida nos programas todos”, comentou Sambugaro.

As mudanças principais nos programas da CS 5.5 estão relacionadas ao iPad. “Há um ano, não existia esse mercado que o tablet da Apple criou”, comentou Eduardo Souza, diretor responsável pela área de Digital Publishing. “As ferramentas da Adobe para criação de conteúdo para tablets, incluíndo aí o iPad, foram o principal foco dessa atualização”, completou o executivo.

Não aconteceram melhorias em todos os programas da Creative Suite. Os aprimoramentos ficaram concentrados no InDesign, que vem com as ferramentas de publicação de revistas digitais, para a parte Web, com a inclusão do HTML5 no DreamWeaver, e edição de vídeo, com novos efeitos no After Effects.

Além disso, o Flash ganhou novas funcionalidades para criação de conteúdo adequado aos mais diferentes tipos de dispositivos. “Hoje, o criativo tem que pensar seu produto em diversos tamanhos de telas”, explicou Eduardo Souza. Os novos produtos são compatíveis com o iOS, Android e para dispositivos da RIM (Blackberry).

Para os tablets, incluindo aí o iPad, a Adobe apresentou um SDK (Kit de Desenvolvimento de Software, na sigla em inglês) para criação de ferramentas que interajam com o Photoshop. “Os aplicativos criados até agora são exercícios de interface com os produtos da Adobe”, explicou Paulo Franqueira, App Engineer da empresa. Com o novo Photoshop da CS 5.5, é possível usar um tablet para comandar o programa no computador, via Wi-Fi.

Como aperitivos, a Adobe lançará na App Store três programas para mostrar o potencial do seu SDK. O Nav serve para que o usuário controle o Photoshop pelo tablet, trocando de ferramentas com um toque na tela; o Color Lava permite criar paletas de cores personalizadas para usar no programa e compartilhar com os amigos; e o Eazel é um programa de pintura para criar projetos em alta definição.

Outra novidade anunciada pela Adobe é um novo modelo de negócios, a assinatura mensal de software. “Se o usuário tem um trabalho de curto prazo e precisa de mais licenças de algum aplicativo, em vez de comprar os programas, ele pode ‘alugar’ por um determinado tempo”, explicou Fábio Sambugaro. Segundo os executivos, isso pode diminuir a pirataria dos softwares. “Não é algo que tenha sido pensado para isso, mas para atender uma demanda temporária de licenças por um preço mais atrativo”, comentou o diretor da Adobe.

A atualização será paga para quem já comprou a suite CS 5. O valor para os updates ainda não foi divulgado pela Adobe do Brasil, assim como o preço de aluguel. Já os valores dos cinco pacotes é o seguinte: US$ 5.055 para a Master Collection (todos os programas da Adobe); US$ 3.689 para Design Premium (editoração eletrônica); US$ 3.499 para o Web Premium (criação para Web); US$ 3.305 para o Production Premium (vídeo) e US$ 2.525 para o Design Standard.

Leia Também