Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

JARDIM ANACHE

Acusado de participar de linchamento comparece na delegacia e fica preso

9 DEZ 2010Por karine cortez e Vânya Santos00h:00

Paulo Roberto Lopes, acusado de estar envolvido no linchamento que resultou na morte de Daniel Delmondes, 38 anos, no último domingo, apresentou-se ontem na Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (Deaij) e está preso temporariamente na 2ª Delegacia da Capital. Ao todo, nove adolescentes também foram responsabilizados pela morte de Daniel. Conforme a delegada Maria de Lourdes Souza Cano, responsável pelas investigações, a pena dos menores será mais amena porque, apesar de terem atacado a vítima, não foram os executores direto do crime. O inquérito, que apurava o caso, foi concluído nesta quarta-feira.

O filho de Daniel, um adolescente de 15 anos, matou Lucas com um tiro na barriga e ao chegar ao local do crime procurando pelo filho, Daniel também foi assassinado com pedradas e facadas. Paulo nega o assassinato, mas confirma que agrediu a vítima.

“O Paulo disse que ao ver o filho morto perdeu a cabeça e agrediu o pai do autor do disparo. Mas, afirmou não se recordar da parte mais traumática que seria a das pedradas e facadas”, disse a delegada Maria de Lourdes. Ainda, segundo ela, Paulo tenta a todo momento fazer a polícia acreditar que populares que estavam no local é que são os responsáveis pelo crime e não ele e alguns amigos da vítima.

“O acusado sempre faz a sua defesa tentando alegar o que for melhor para ele. Então, estão tentando induzir, desde o primeiro momento que isso tudo ocorreu, a polícia acreditar que foi a própria população que apedrejou e que quebrou o carro da vítima Daniel Delmondes. Mas, na realidade não foi. Foram os próprios amigos do Lucas, e o Paulo estava junto”, afirmou a delegada.

Prisões
Entre a segunda-feira e terça-feira foram ouvidas mais de 30 pessoas que estiveram no local do crime para prestarem esclarecimentos. Estão apreendidos, desde domingo, na Unidade Educacional de Internação (Unei) Los Angeles dois adolescentes, um de 15 anos e outro de 16 anos, acusados de atirar no Lucas e de dar alguns golpes de faca em Daniel, respectivamente.

Na ocasião, o menor de 16 anos, chegou a assumir a autoria de pelo menos 10, das 20 facadas, desferidas contra  Daniel. Anteontem outro amigo da vítima Lucas, Nilson Roma, 19 anos, foi preso também acusado de ter desferido golpes de faca em Daniel.

No entanto, a delegada Maria de Lourdes fez questão de ressaltar que todas as investigações realizadas pela Polícia Civil demonstraram que o menor de 16 anos não seria o autor das facadas. “Inclusive, tudo leva a crer, que as próprias pessoas maiores de idade, o Paulo Roberto Lopes, e o Nilson Roma, teriam pedido a ele para que assumisse esse crime, uma vez que ele era menor de idade”.

Assassinatos
O crime aconteceu por volta das 2h30min do último domingo, na Rua dos Amigos, Bairro Jardim Anache. Segundo relatos do adolescente de 15 anos, que atirou no Lucas, os dois se encontraram e ao perguntar para o Lucas sobre um outro garoto recebeu resposta irônica e um chute na barriga. “Saquei a arma, atirei e fugi. Nem vi que ele tinha morrido”, contou ao Correio do Estado no dia em que foi recolhido.

Minutos depois o pai do autor chegou ao local procurando o filho e sem saber ainda o que havia acontecido acabou sendo recebido a pedradas, chutes, socos e morreu com mais de 20 facadas.

Leia Também